07 agosto 2013

Windsor e Stonehenge


Chegou o dia de deixar Londres e irmos conhecer Windsor. Alugamos o carro que seria nosso parceiro nos dias seguintes, ainda aqui no Brasil e retiramos no aeroporto de Heathrow, conforme contei aqui, sobre a nossa programação.


Do aeroporto até Windsor são aprox. 50km. A estrada é ótima e bem sinalizada. Como nosso objetivo era conhecer o castelo de Windsor, já fomos com o endereço  de onde poderíamos estacionar o carro, no caso o Windsor Shopping Center. Foi super fácil de achar, e ele fica localizado quase de frente ao castelo. Achei o Shopping uma graça, tem HM, Zara, Topshop. Para quem tiver interesse é uma boa opção para compras.

Essa é a entrada de "pedestres". A entrada ao estacionamento fica na rua lateral,
mas é super bem sinalizado.
Chegamos no castelo logo depois das 10h, e fomos direto comprar o ingresso. A fila era bem pequena e foi rápido. O ingresso custou 17.75 libras e tinha direito ao áudio guia e um mapa. Não havia opção para português, mas nos informaram que dentro de 30 dias haveria esta opção.
Com o áudio guia fica fácil visitar, e conseguimos fazer o passeio no nosso próprio ritmo. 
As 11h acontece a troca de guarda, como em Buckingham. Então se você não acompanhou a troca de guarda por lá, terá nova chance por aqui.


Em frente a torre redonda do Castelo de Windsor. Se a bandeira inglesa estiver
hasteada, a rainha está por lá.


Atenção para o mico do ano: o "quase"atropelamento pelo guarda real.
Fica a dica: quando ele bater o pé, fuja, rsrsrs
O Castelo de Windsor é uma das residências da família real britânica, sendo o maior castelo ocupado do mundo. Ele é utilizado tanto como Palácio Real, como também para residência de final de semana.




Depois de visitar a parte externa, seguimos para a visitação interna, onde fotografias são proibidas. Tem a casa de bonecas da Rainha Maria, alguns aposentos reais, salas de reuniões e recepções. Bem interessante!
A casa de bonecas é uma graça. Eu confesso que imaginava uma casinha de boneca, como a que eu tinha quando criança, mas óbvio bem mais pomposa. Mas a casinha dela era um mini palácio real, como se fosse uma casa da Barbie, reproduzindo todos ambientes do Palácio, inclusive com luz. Um mimo!

O castelo de Windsor sofreu um incêndio em novembro de 1992 e teve grande parte de sua estrutura destruída. Foram necessários 5 anos e muito trabalho e 37 milhões de libras para restaurá-lo.






Capela de São Pedro
Saindo do castelo fomos visitar a cidade e procurar algum lugar para almoçar. Há vários pubs e restaurantes charmosos com mesas nas calcadas. Acabamos escolhendo um pub, cujo prédio data de  1500. E pensar que naquele tempo o Brasil estava sendo descoberto e os ingleses já estavam nos pubs, hein?
Ruas de Windsor
The Three Tuns: nosso Pub em Windsor

Optamos por uma lasanha, que estava deliciosa.

De Windsor nossa próxima parada seria Stonehenge. 

Não se sabe ao certo quem e nem porque Stonehenge foi erguida. Das várias teorias, algumas dizem que foram reis ou criaturas alienígenas. O que se sabe é que esse agrupamento de pedras alinhadas talvez tenhas sido usado para rituais ou cerimonias relacionadas ao sol.
São pedras verticais com algumas planas, como se fossem coberturas. Estima-se que algumas pesem em torno de 50t, e tenham sido montadas a cerca de 4000 anos.





Havia pesquisado a respeito, mas não tinha grandes espectativas. Claro que bate aquela curiosidade, de saber como aquelas "pedrinhas" foram parar ali....mas não me emocionou.

O conjunto de pedras fica na beira de uma estrada. Tem um estacionamento, com banheiros e pequeno bar de conveniências, com uma espécie de túnel que passa debaixo da estrada, ligando a área das pedras. Eu não entrei, pois não me emocionou a ponto de querer ficar as contemplando, mas o ingresso era 8 libras.

Chegada ao estacionamento

2 comentários:

  1. Tb visitei Windsor e Stonehenge no mesmo dia, mas TIVE que entrar, desde sempre quis conhecer Stonehenge...Aqui está o meu relato: http://taindopraonde.blogspot.com.br/2013/07/london-baby-dia-6.html. Pelo pouco que vimos da cidade de Windsor (caminhada da estação de trem/estacionamento até o castelo e a volta), achamos uma graça. Mas a fila naquele dia estava enorme, sorte que usamos o London Pass para pular a fila!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda,

      Vou la ver seu relato. Confesso que não me entusiasmo muito com essas coisas místicas não. Por mim, nem teria ido, mas marido fez questão e ficava praticamente no meio da caminho.
      Ja Windsor achei encantador e de carro é muito barbada.

      Beijos,

      Excluir

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Pesquise aqui qualquer conteúdo do Viagem que Sonhamos, tecle enter