1 2 3 4 5 6

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Chicago: Quando ir, onde ficar e como chegar

Chicago estava nos meus planos de viagem fazia tempo, e eis que esse ano foi possível conhecer a Windy City. Como vocês perceberão na série de posts que começam hoje, simplesmente AMAMOS a cidade. Chicago tem um pouco de NY, daquela forma de megalópole, mas com jeitinho de interior. É difícil explicar, mas foi amor a primeira vista.
Chicago River
Chicago é a terceira maior cidade americana, e é conhecida mundialmente pela sua arquitetura, história política e hoje em dia por ser a residência oficial do presidente americano Barack Obama. A imensidão do lago Michigan, impressiona demais, e confere para a cidade um ar praiano, pelo menos no verão. Já a arquitetura da cidade, teve tanto destaque em função do grande incêndio que destruiu Chicago em 1871 ( diz a história que o incêndio foi iniciado por uma vaca, você leu certo, uma vaca). Com a cidade destruída, muitos arquitetos mudaram-se para lá com o objetivo de reconstruir a cidade e Chicago tornou-se o centro da inovação arquitetônica, com muitos arranha céus e uso de materiais e tecnologias diferenciadas.
Vista da cidade a partir do Navy Pier
Meu principal objetivo era conhecer a arquitetura da cidade, e principalmente fazer um roteiro por algumas obras do arquiteto americano Frank Lloyd Wright. Mas a medida que fui pesquisando, novos pontos de interesse surgiram. Encontramos ótimas dicas da cidade no Malas e Panelas, Gosto e Pronto, Colagem e Sunday Cooks, entre outros.
"The Bean", no Millenium Park
QUANDO IR:
Viajamos no final do verão, e considerei a época excelente. Não era um calor absurdo, e os dias eram lindos, de céu azul. E de brinde, estava ocorrendo o Festival de Jazz no Millenium Park.
A melhor época para a sua viagem, vai depender dos seus objetivos e do seu gosto pessoal, é claro. Se você curtir frio e neve, de repente vai preferir visitar Chicago no inverno. Mas como não é o meu caso, tenho certeza que fiz a escolha certa.  A minha época preferida, seria da metade da primavera a metade do outono, entre MAIO-OUTUBRO.
Lake Michigan! Não parece uma praia? 
Com o calor do verão, deu pra aproveitar os espelhos
 d'água para se refrescar
COMO CHEGAR:
Nós viajamos de American Airlines via Dallas, com passagem emitidas com milhas. Fizemos o trajeto SP-DALLAS-CHICAGO-MIAMI-SP, por 40.000 milhas, tendo stop over em Miami, sendo que as passagens foram emitidas com uns 40 dias de antecedência.
Chegamos no aeroporto de O'Hare, que fica distante 18 milhas do centro de Chicago. Havia pesquisado as formas possíveis de transfer para o centro de Chicago e acabamos optando por taxi. A corrida, com taxímetro, do aeroporto até nosso hotel, no centro de Chicago custou $37, e foi mais barato do que se tivéssemos optado pelo shuttle compartilhado da GO AIRPORT EXPRESS, que para nós 3 custaria $38, sem contar a praticidade.
Na volta ao aeroporto, pedimos um taxi no hotel, e pagamos $40 até o aeroporto. Para os trajetos levamos em torno de 30 minutos, tanto na ida, como na volta.

ONDE FICAR:
Pesquisei bastante antes de definir o hotel, até porque achei o preço dos hotéis um pouco altos. Depois fui descobrir que o período que estaríamos na cidade seria a época do Festival de Jazz. 
Todos os blogs e sites que li, indicavam a região do centro como melhor opção de escolha para localização do hotel. Acabamos optando pelo Hampton Inn & Suites Downtown, localizado na 33 West Illinois e adoramos nossa escolha. Ao meu ver, a melhor localização seria entre o Millenium Park e a Chicago Water Tower, que é a região mais próxima a Magnificent Mile, onde ficam localizados restaurantes, lojas e fácil acesso aos demais ponto turísticos.
Podia ser garoto propaganda, não acham?
Além de bem localizado, o nosso hotel atendeu super bem as nossas expectativas. O quarto era grande e espaçoso, e o café da manhã e wifi estavam incluídos na diária. O café da manhã seguia o padrão da rede Hampton Inn: iogurtes, cereais, pães, wafles, maça e banana, sucos e cafés, além dos preferidos dos americanos, como ovos e bacon. O atendimento era excelente, e durante o café da manhã, o recepcionista, passava nas mesas onde tinham crianças para dar desenhos para colorir e giz de cera para distraí-los, enquanto os pais comiam.
Outro atrativo foi a piscina aquecida e coberta, no terraço. No final da tarde, junto a recepção, era colocado um carrinho de pipoca para os hóspedes, sem custo.
Nós estávamos sem carro, e também não sentimos necessidade de tê-lo, como vocês verão nos posts seguintes, mas para quem estiver com carro na cidade prepare-se para os altos custos de estacionamento. No hotel a diária era $45, e em outros locais ficava sempre nesta mesma faixa de preço. Vimos até por $60 a diária.
Ficamos super satisfeitos com a escolha do nosso hotel.
Procurando hotel em Chicago?
Use o banner localizado na lateral direita dessa página, ou esse link aqui. Reservando seu hotel através da nossa página você não paga nada a mais por isso, tem a garantia de menor preço do Booking.com e ainda fornece uma pequena comissão para o blog. Lembrando que a maioria da reservas são com cancelamento gratuito. Você pode reservar para garantir o preço, e continuar acompanhando as reservas. Se achar uma oferta melhor de outro hotel, é só cancelar a reserva, sem custo, online.


14 comentários:

  1. Legal. Nós adoramos Chicago, mas já no início de outubro pegamos dois dias de chuva e depois frio!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Frio não é com a gente não! Adoramos os dias quentes que curtimos por lá!

      Excluir
  2. Estou anotando suas dicas Francine. Também estava commessa dúvida sobre onde me hospedar! Ansiosa por mais diquinhas! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, aguarde e verás, rsrsrsrsr
      Na próxima semana terão mais posts!
      Bjs

      Excluir
  3. Identifico o 'amor a primeira vista' que mencionaram! puxa estive lá ano passado e amei a cidade! um tom cosmopolita, elegante e aconchegante... lojas e restaurantes incríveis e inúmeros atividades na cidade....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tbem achei tudo isso Marcia, e mais um pouco, rsrsrs
      Na próxima, quero conhecer mais os arredores. Dessa vez só deu tempo de ir pra Oak park.
      Bjs

      Excluir
  4. Também amei Chicago! Estive lá no ano passado e assim como vc me apaixonei de cara! Cidade linda, com muitas opções de lazer, bons restaurantes e a melhor parte que pode e deve ser explorada à pé! Louca pra voltar! Ah, adorei seu blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Renata!
      Engraçado que pouca gente vai pra Chicago, né? Por mim poderia ficar assim desse jeito, rsrsrsrs

      Excluir
  5. Olá Francine, parabéns pelo blog! Vc cogitou alugar apartamento? Acha que vale a pena? Gostaria de alguma dica, se tiver... Obrigada!

    ResponderExcluir
  6. Francine, você fez a locação do hotel por onde? Não encontro na internet hotéis por menos de $200,00 a diária e estou quase desistindo da viagem :(

    ResponderExcluir
  7. Olá Francine, parabéns pelo seu blog. Adorei as dicas.

    ResponderExcluir
  8. Oi. Conheço vários lugares dos EUA. No meio do ano fui para California. Pretendo ir para Chicago o ano que vem. Se um dia precisar tenho várias dicas da Europa, já morei lá. beijos

    ResponderExcluir
  9. Você poderia me dizer em qual hotel você ficou?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Val,

      Conforme eu conto no post acima, ficamos no Hampton Inn Downtown. Você pode ver as fotos do hotel no post.
      Abraços,

      Excluir

Booking.com
Viagens que Sonhamos © 2016 - Todos os direitos reservados.