1 2 3 4 5 6

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Chicago com criança Dia 02: Buckingham Fountain, Field Museum, Shedd Aquarium e Navy Pier

Nosso segundo dia em Chicago começou com uma super programação.
Esperando o ônibus junto ao Chicago River
Acabamos optando por fazer o Sightseeing da empresa Chicago Trolley & Double Decker, pois gostamos das opções de linhas oferecidas e achamos que seria a maneira mais prática de chegar nas atrações que gostaríamos de visitar. Além do tour, nos ônibus de 2 andares, por Chicago Downtown - o Signature Tour - , diurno e noturno, tem também opções de passeios de trolley pelas vizinhanças - West, North e South Neighborhood.  Não lembro ao certo, mas pagamos em torno de $ 40 + taxas por adulto, por 3 dias de passeio. Crianças até 3 anos não pagam. Achamos que foi uma ótima opção para os deslocamentos na cidade, pois são várias opções de paradas ( você pode descer e subir no ônibus quantos vezes quiser), há bastante ônibus circulando e os guias foram muito legais, contando curiosidades da cidade, dando dicas. Compramos os tickets com um vendedor de rua, na parada 01, entre a Magnificence Mile e o Chicago River, e logo embarcamos para iniciar o tour. Descemos na parada 05, nas proximidades da Buckingham Fountain.


A Buckingham Fountain fica no Grant Park, que é uma área verde entre os prédios da South Michigan Av e o Lago Michigan. A atração mais visitada do local é a Buckingham Foutain, que é uma grande fonte, onde a cada hora ela dá um show com suas águas que chegam a 45m de altura. Durante a noite, o show de água é iluminado. Prepare-se para sair "levemente úmido" da área da fonte. Se bem que no nosso caso não foi  problema, pois estava  muito calor e até agradecemos o "refresco".
O chafariz na "hora do show"
Estava um dia lindo de sol. Passeamos por ali, tomamos um sorvete em um dos quiosques e decidimos ir caminhando até o Field Museum, pela orla do Lago Michigan. Muita gente passeando de bicicleta, caminhando, tomando sol. Existe passeio para bicicletas e pessoas beirando todo o lago Michigan nessa extensão, tornando a caminhada super agradável.
Um gurizinho lindo que achei por lá, kkk
Quando chegamos em frente ao Field Museum, Dodô já enlouqueceu quando avistou um dinossauro, ainda do lado de fora. Ele adora dinossauros, e estava na maior expectativa para conhecer Chicago e principalmente a Sue, que é o maior exemplar de tiranossauro rex encontrado até hoje.
Meninos em frente ao Field Museum
E o dinossauro "do lado de fora"
E a Sue do "lado de dentro"
Na própria bilheteria adquirimos o Chicago Citypass, que incluía a entrada ao museu.  Álvaro tendo 3 anos na época, não precisou de ticket, então compramos para 2 adultos. Mais adiante farei um post específico sobre o Citypass e minhas impressões sobre seu uso. 

O Field Museum é enorme e daria tranquilo para passar o dia todo por lá. Nós ficamos em torno de 4h e tivemos que optar pelas áreas que mais nos agradassem.   O bacana desse museu é que várias atividades são interativas e as crianças, no caso - nossa criança, adoram. No ingresso estava incluído um video sobre a Era do Gelo, que foi muito bacana. Mas é preciso estar atento, pois as atividades extras são com horário marcado. Como opção para almoço, tem um Mac Donald's na parte interior do museu, que aliás é patrocinador do mesmo. Além disso, tem várias mesas para você fazer a refeição com lanche trazido de casa.
Nenhum botãozinho passava despercebido...,
…pelo "grande" estudioso do assunto.
Dava para sentar num osso de dinossauro
Ver o esqueleto inteiro
E até comparar o tamanho da pegada.
Preparados para o cineminha da Era do Gelo
Saímos do Field Museum e fomos direto ao Shedd Aquarium, que fica quase ao lado. Para entrar, também utilizamos o Citypass, e graças a ele não precisamos encarar a fila da bilheteria. A área do aquário é bem grande e dividida em várias zonas. Começamos o passeio pela área da Amazônia, com as espécies de peixes existentes por lá, e seguimos pelas demais áreas como Recifes do Caribe, Oceanos, Lagos, Rios. Mas as áreas mais interessantes, na nossa opinião, foram Wild Reef, com os tubarões, Polar Play Zone com os pinguins, e uma área com playground infantil muito bacana, e o Abbott Oceanarium, onde havia o encontro com as belugas e o lindo show no anfiteatro. 
Polar Play Zone e seu submarino amarelo

Pinguins
Na entrada do aquário, você recebe os tickets para as atividades e exposições extras incluídas na sua visita. No caso do show, o horário já está marcado, no nosso caso era as 16h, mas de qualquer maneira é importante chegar um pouco antes para pegar um bom lugar para assistir. O show é muito bonito, e na minha opinião é a melhor atividade do aquário, além de ter como cenário o Lago Michigan, ao vivo e a cores. No show participam belugas, golfinhos, leões marinhos e até pinguins.
Anfiteatro do show com o Lago Michigan ao fundo
Treinadores e belugas durante o show
Saindo do aquário eram quase 18h e o tempo estava fechando. Corremos para pegar o ônibus na parada 06 e ir até o Navy Pier, aproveitar o início da noite.



O Navy Pier é uma espécie de parque, da onde se tem uma ótima vista de downtown e do Lago Michigan. O clima lá é muito legal, muitos barzinhos, restaurantes, música ao vivo, e no horário  que estávamos por lá, haviam muitos barcos com  tour e jantares privados partindo para curtir o skyline da cidade. Tem até um parque de diversões, um jardim botânico e um mini shopping, onde localiza-se o Children's Museum. 
Parque de diversões
Lago Michigan e os arranha céus de Chicago downtown
Águas dançantes no jardim
Nós tivemos pouco tempo para aproveitar as atividades ao ar livre, pois logo o tempo fechou de verdade e deu o maior temporal. Então aproveitamos para curtir as atividades internas. O jardim é muito bonito, e tem várias "águas dançantes"que logo atraíram a atenção do pequeno. E para encerrar a noite jantamos no Bubba Gump, restaurante temático do filme Forrest Gump, especializado em camarão. A gente adora e tem várias opções de pratos kid's.

Para retornar ao hotel, pegamos novamente o ônibus Sightseeing, na parada 08, mas dessa vez o tour noturno. O tour noturno é bem menor que o  Signature Tour, mas passa pelos principais pontos da cidade, e é muito interessante para curtir os arranha céus e as luzes da windy city. As paradas do tour noturno são o Navy Pier, Magnificent Mile, John Hancock Center e Millennium Park.

E assim terminou nosso dia. Cama que no dia seguinte teria muito mais.

Para ler os outros posts já publicamos sobre Chicago, clique nos links abaixo:

* Chicago: Quando ir, onde ficar e como chegar

* Chicago com crianças Dia 01: Millenium Park

*Rainforest Café

Já curte nossa página no Facebook? Lá e no instagram temos várias fotos da viagem no #viagensquesonhamosemchicago

6 comentários:

  1. Fran, estou amando seus relatos sobre a windy city!!!

    ResponderExcluir
  2. Ficando cada vez mais animada com Chicago!!!! :)

    ResponderExcluir
  3. Olá! Estou indo em agosto. Boa época?
    O que eu gostaria era de saber como vc fez com as milhas. Todo este trajeto.
    Vc ligou para cia aérea? E lá eles te passaram?
    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Katia,
      Nós fomos final de agosto e adoramos. É calor, mas os parques sua lindos.
      Nosso programa de milhas é o AAdvantage. Normalmente eu reservo pela internet, mas vc pode também fazer por telefone, embora eles cobrem uma pequena taxa pelo serviço. Nesse post eu explico o passo a passo para resgatar as passagens: http://www.viagensquesonhamos.com.br/2014/01/como-emitir-passagem-aerea-com-milhas.html

      beijos

      Excluir

Booking.com
Viagens que Sonhamos © 2016 - Todos os direitos reservados.