1 2 3 4 5 6

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Carrinho de bebê: qual modelo escolher para levar em viagens?

Qual carrinho você comprou para levar em viagem? Essa é uma pergunta que recebo bastante aqui no blog, principalmente quando posto fotos do Dodô no carrinho.

Acho que escolher o modelo de carrinho para o bebê, é a tarefa mais difícil que temos, quando estamos grávidas. Pelo  menos para mim foi. Se eu for contar a minha saga,em busca do carrinho perfeito, ninguém acreditará.

Enfim, o meu carrinho perfeito foi o modelo Skate da Peg Perego. E realmente só tenho elogios a ele. Dodô usou desde recém nascido. O carrinho viajou pra praia, pra serra, foi pra Bahia e pro Rio de Janeiro. Mas quando definimos que iríamos para os Estados Unidos, decidi que não levaria "meu trambolhão". O carrinho era perfeito, mas como alugaríamos carro, e pretendíamos fazer compras, não teria como deixar o porta malas livre somente para ele. Enfim, decidi que compraria um carrinho novo, leve, barato, e do tipo guarda chuva para viagem. Dodô tinha 11 meses, na época.
Com 8 meses, curtindo o Rio de Janeiro, no maravilhoso
carrinho Skate, da Peg Perego.
Dormindo confortável no carrinho provisório que
compramos em Orlando.
O perrengue já começou no aeroporto, sem carrinho, e continuou durante a conexão e nossa chegada. Fomos direto a um Walmart para comprar o carrinho. Não encontrei nenhum modelo que me agradasse. Ou os modelos eram grandes, ou eram baratinhos, e não reclinavam. Fomos para um Target e uma Toys R Us, e em nenhuma das lojas encontrei o tipo de modelo que queria. Acabei comprando um modelo qualquer, mas que fosse confortável, para usar durante a viagem, pois já não aguentava mais carregar o bebê no colo e procurar carrinho de loja em loja. Resumo da história: usei o carrinho durante a viagem, e na volta, vendi pelo preço que paguei, o que foi vantajoso para mim e para quem comprou, pois os preços aqui no Brasil, eram muito superiores.

Na viagem seguinte, fui prevenida e escolhi o carrinho antes. Comprei pelo Amazon.com e mandei entregar no hotel. Além de ser mais barato, pois o Amazon não cobrava taxas na época, foi muito mais prático, pois chegamos no hotel e o carrinho estava nos esperando. Já leu nosso post, ensinando a comprar no Amazon.com?

#Dica1: Compre sempre pela internet ( seja Amazon ou outra loja), e mande entregar no seu hotel. Além da praticidade, você poupa tempo e dinheiro.

Álvaro com 3,5 anos, descansando sem o encosto estar
reclinado, na Austrália.

O modelo escolhido, foi o Ignite da The First Years, que custa atualmente em torno de $80 ( em 2011 paguei $59). Hoje o Álvaro pesa 18Kg,  mede 1,10m e ainda dorme confortável no carrinho. 

Porque escolhi esse modelo?

* Leve
* Fechamento do tipo guarda chuva
* Preço
* Mais de uma opção de regulagem do encosto, permitindo que a criança durma confortável
* Confortável para empurrar/ boa ergonomia

Ao meu ver, esses itens são imprescindíveis num bom carrinho.

Existem várias opções baratinhas, em torno de $20, nas lojas. Porém além de não reclinarem, deixando a criança dormir desconfortável, eles não são nada ergonômicos, para pessoas mais altas empurrarem, pois são muito baixos.


Mas sei, que é uma questão muito pessoal. E o carrinho que pode ser ótimo para nossa família, talvez não agrade a sua. Por causa disso, pedi ajuda a outros pais para que nos contassem sua experiência com o modelo de carrinho escolhido em viagens.

Katiane Porpino, mamãe da Giovana de 5 anos: "Optamos por comprar um carrinho que suportasse o peso de uma criança de 20Kg ( 5 anos), que fosse confortável, reclinável e que tivesse um suporte para colocar as mochilas. Encontramos no Walmart o modelo da Graco - LiteRider Classic Conect po $60. A escolha foi ótima. Minha filha adorou. É leve para os pais empurrarem e fácil de desmontar. Não é uma opção barata, como os carrinhos tipo guarda chuva de $ 20, mas é uma ótima opção para crianças de até 7anos."
Giovana descansando durante passeio em Orlando
Dormindo muito bem agasalhados em Nova Yor
Thyl Guerra, mamãe dos gêmeos Matheus e Gabriel, de 6 anos e blogueira do Viajando nas Palavras: "Numa das primeiras viagens com os gêmeos, compramos o The First Years Jet Stroller e os meninos tinham 3 anos. O carrinho sustentou bem o peso deles e era bem resistente, mas reclinava pouco e era ruim para quando eles dormiam. Apesar de que isso não impediu nada. Mãe que fica querendo que filho fiquei totalmente confortável, rsrs. Eles dormíam e nós aproveitávamos tudo. Esse eu comprei pela Amazon e mandei entregar no hotel. Foi bom porque não encontrei esse modelo nas lojas físicas e várias pessoas nos perguntavam onde tínhamos comprado. O melhor de comprar é poder usar em outros destinos. Também foi muito necessário em NY, para onde seguimos depois de Orlando."
"No ano passado resolvemos alugar, seguindo a dica de um post da Claudia Rodrigues, pois os meninos já estavam maiores, quase 6 anos, e não usavam mais carrinho. Já não poderia ser um carrinho desses mais baratos por causa do tamanho e peso deles. E ainda tinham que ser dois, né? kkkkk Então, optei por carrinho de gêmeos que ficava mais fácil para 1 adulto empurrar e o outro ficar livre, o que ajudou muito principalmente nas compras. Sentimos isso da vez que usamos carrinhos separados e sempre ocupava eu e o marido. Alugamos o modelo City Mini Double com a Kingdom Strollers. Quando chegamos, o carrinho já estava no nosso hotel, identificado com nosso nome, com capa de chuva e um cooler. Na devolução, foi só deixar na recepção do hotel que eles foram buscar. Foi bem prático. O ruim de alugar é que usamos apenas em Orlando e sentimos falta de carrinho em outros destinos, já que viajamos por outros estados depois." 
Modelo City Mini Double para gêmeos, alugado na Kingdom Strollers
Helena Faccioli, mamãe do Lucas de 1 ano e 5 meses: "Compramos o moldeo Yoyo Zen, em Paris. Custou 300 Euros, mas consideramos um ótimo custo benefício, pois ele é muito leve e fácil de abrir e fechar, além de ser confortável para empurrar. Quando dobrado, ele fica bem pequeno, sendo possível até levá-lo como bagagem de mão dentro do avião." 

Isabel Trindade Monteiro, mamãe de uma princesa de 6 anos e blogueira do Para a Disney e Além: "Sou totalmente a favor de usar carrinho para as crianças, e no nosso caso, pretendemos usar até o peso da nossa filha permitir. Quando viajamos em 2012 para Orlando, nossa filha estava com 5 anos e já não usava carrinho. Mas decidimos que deveríamos ter um carrinho durante a viagem pois ela não aguentaria a maratona de parques caminhando. Optamos por um modelo bem simples, do tipo guarda-chuva, assim poderíamos deixá-lo por lá no final da viagem. Pagamos $19 no Walmart e foi a melhor coisa que fizemos, pois quando o cansaço batia, ela conseguia descansar. Em 2013, fomos a Disney da Califórnia e apesar da nossa filha já estar com 6 anos e meio, decidimos comprar outro carrinho do tipo guarda-chuva. Sempre recomendo o carrinho, e continuaremos usando enquanto nossa filha couber."

A Debora Galizia, do Viajando em Família, também nos contou que em duas situações comprou o modelo mais barato de carrinho que encontrou para os filhos.  Na primeira vez, quando eles tinham 2 e 4 anos, funcionou bem.  "Trouxe de volta ao Brasil e doei para quem precisava. Na segunda viagem, quando as crianças estavam com 4 e 6 anos, para a mais velha, o carrinho ficou muito desconfortável, e inclusive, travava a roda e nos últimos dias quebrou mesmo. Se fosse hoje em dia, acho que teria investido numa opção melhor e mais confortável. "


Claudia Rodrigues, mamãe do Lipe de quase 5 anos, e blogueira do Felipe, o Pequeno Viajante: "Escolhemos o Baby Jogger City Mini GT. Compramos esse modelo, porque alugamos um igual em Orlando, com a Kingdom Strollers e nos apaixonamos. Precisávamos de um carrinho forte e confortável, que suportasse uma criança de 4/5 anos, de mais de 20Kg e esse modelo é fantástico. É trambolhento, mas o conforto compensa. Detesto aqueles guarda-chuvas que as crianças ficam dormindo mal acomodadas, com a cabeça pendurada."


Rebeca Meyer Rosa Menegoli, mamãe do Matheus: "Também usamos o Chicco Liteway. Compramos em 2011 porque o Pliko Switch da Peg Perego,  o carrinho oficial, era muito grande. E na última viagem comprei o modelo Chicco Echo no Target, porque acabamos esquecendo o carrinho em casa, e foi bem baratinho. Ele é muito parecido com o Liteway, colorido e reclina bem. Acho que a única diferença em relação ao Liteway, é que ele ficou com um visual mais moderno. O grande diferencial de um bom carrinho, é ser leve e reclinar bem, para que a criança durma confortável."


Debora Pupo Scorzafava, mamãe da Rafaela, de 4 anos: "Compramos o Chicco Liteway, quando nossa filha tinha 1 ano de idade, na Baby R Us e pagamos $160, mais taxas. Escolhemos esse modelo, por ser leve, fechar guarda chuva, reclinar totalmente e ter um bom espaço para carregar nossas coisa embaixo. É bem resistente, fez 3 viagens e continua em ótimo estado".

Criança encontra cada jeitinho para dormir, não é?
Erica Piros Kovacs, mamãe dos gêmeos Fernando e Miguel e blogueira do Viagem com Gêmeos:  " Eu usava o MacLaren Double Twin Techno, quando os meninos eram menores, mas achava o modelo muito pesado. Quando eles já tinha 1 ano e 8meses, comprei um modelo da Jeep, que era bem mais leve".
Os meninos no carrinho Maclaren,
E o modelo da Jeep.
O papai Eder Rezende, blogueiro do Quatro Cantos do Mundo, e papai da Amélie de 2 anos e do recém nascido Noah, tem um post bem bacana sobre o assunto: Como carregar seu filho em uma viagem?. Queremos saber como vocês carregarão os dois na próxima viagem, hein Eder? Venha nos contar!

A Cynara Vianna, blogueira do Cantinho de Ná e mãe de 3 filhos, também já escreveu sobre o assunto: Crianças com carrinho nos parques de Orlando. No post ela conta sua experiência com o filho Arthur, então com 9 anos, nos parques de Orlando.

O Luciano, blogueiro do Malas e Panelas e papai da Isabela, também tem dois posts bem interessantes sobre o assunto: Carrinho - o quanto é importante a primeira viagem sem ele, e Alugando carrinho em Orlando.

E recebemos também, muitas fotos mostrando o modelo escolhido em uso.


A Andrea Ferreira nos enviou a foto do filho Gabriel, com 3 anos,
super confortável no Baby Trend Expedition
A Bia Fernandes, nos enviou uma foto da
filha Giulia, de 5 anos, num carrinho  da Jeep
 que foi comprado no Walmart e custou $49.
O carrinho da filha da Erika Barros, foi usado por 6 anos. Esse ano será aposentado.
A Patricia Tabalipa sugeriu o modelo MacLaren Quest. Foi comprado
 quando sua filha tinha 16 meses, e até hoje, com quase 4 anos,
ela fica super confortável nele.
A Marcela Pozzi Cardoso comprou o Chicco Umbrella
para o filho e adorou!
Dica2: Não ache que porque seu filho tem 5 anos e nunca mais usou carrinho, que ele aguentará passar o dia inteiro andando durante a viagem. Leve um carrinho para ele. Se não for para usar durante o dia, tenho certeza que será muito útil no restaurante, quando vocês quiserem jantar tranquilos e o filho quiser dormir, ou mesmo num shopping, ou em outra atividade que ele não tiver interesse. nada como a combinação carrinho + Ipad, para uns momentos de paz e folga para compras, rsrsr.

Entre os modelos citados, percebi que a preferência geral é por modelos, leves e que reclinam. E mesmo nos parques da Disney, onde existem opções para alugar, dentro do parque mesmo, o mais recomendado é comprar um carrinho, trazer de casa, ou como a Thyl Guerra comentou, alugar de uma empresa. Pois ninguém merece, depois de caminhar um dia inteiro no parque, ter que carregar o filho que está dormindo feito pedra, da entrada do parque até o carro no estacionamento, no meio de uma multidão.

Obrigado a todas mamães e ao papais que participaram nos enviando fotos, posts e depoimentos.

UPDATE 10/02/15: Nada como uma viagem ao "mundo mágico"para voltarmos com novidades  nesse quesito. Durante a nossa última viagem à Orlando, optei em alugar um carrinho, pelo simples fato de precisar carregá-lo no aeroporto e de lá para casa/hotel, pois só o utilizaríamos nos parques. Alugamos com a empresa Kingdom Strollers, o modelo CITY MINI e adoramos. Carrinho grande, confortável para uma criança de 5 anos, leve, fácil de abrir e fechar e ocupa pouco lugar no porta malas do carro. Se eu tiver outro filho, esse será o carrinho que irei comprar.

Minhas sobrinhas, de 1 ano e 6 anos, utilizaram o carrinho Graco Ride and Stand. É uma boa opção para quem tem dois filhos de idades diferentes, pois a criança menor fica sentada no assento presa ao cinto e o maior fica sentado no banquinho ou mesmo de pé, pegando uma carona.


E para os momentos que a criança pequena não quer ficar ficar no carrinho, nada como a mochila de bichinho, que fica presa ao corpo da criança e um adulto fica controlando pela alça. 

E para aqueles que querem uma opção bem econômica, mesmo que não seja algo muito confortável, no WalMart encontrei essas duas opções por menos de $30, o que equivale a dois dias de aluguel de carrinho individual dentro dos parques de Orlando.



E você tem alguma outra sugestão? Qual seu modelo preferido?

12 comentários:

  1. Oi Francine, na próxima viagem esperamos que a Amélie já caminhe com as próprias pernas. Se não o Noah via no sling com a mãe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tadinha da Amélie, tão pequena. Acho melhor vocês levarem o carrinho para ela, rsrsrs

      Excluir
  2. Adorei o post Francine, muito bom colocar as experiências de outras pessoas. Cada um tem sua visão, seu estilo de viagem, e dessa forma temos acesso a várias histórias. Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Cynara!
      E viva a diversidade, não é?

      Obrigada pela colaboração!

      Excluir
  3. Ficou ótimo o post!! Utilidade pública!!

    ResponderExcluir
  4. Francine, ficou muito legal, super completo e com opiniões e todo o tipo! Realmente, ninguém merece carregar criança depois de um dia de parque! rsrs Um abraço e obrigado pelo convite!

    ResponderExcluir
  5. Ai Francine, esse era um dos meus grandes dilemas. Vou viajar com o Pedro em junho pra Nova Zelândia e não tem como levar o carrinho dele de verdade nessa distância toda. Procurei, me descabelei e acabei desencanando e comprando um desses normais mesmo com um cupom desconto Extra . Ah, o Pedro tem 2 anos. Bj. Fernanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda,

      Pode ter certeza que fez a coisa certa! Nada como um carrinho leve para as viagens!
      Beijão

      Excluir
  6. Levar um carrinho em viagem é vida! Na Disney então...quando o meu de 5 anos liberava o carrinho até os primos maiores que foram usavam.

    ResponderExcluir
  7. Não tem como viajar sem carrinho, com criança pequena!!! Ótimo post, Fran! Parabéns!

    ResponderExcluir

Booking.com
Viagens que Sonhamos © 2016 - Todos os direitos reservados.