16 agosto 2013

Disney com bebê






Que eu adoro, amo, idolatro a Disney não é novidade pra ninguém que me conhece. Ou você conhece mais alguém que tem uma cozinha temática, com o ratinho mais famoso do mundo??
Esse amor todo começou a 20 anos, quando eu fui pra Disney pela primeira vez. E minha teoria mais convincente diz que o Mickey me enfeitiçou, ou como disse minha sobrinha de 2 anos - O Mickey me picou, e a partir daquele dia fiquei apaixonada. Mas isso será tema para várias outros posts, porque o assunto rende muito.

Mas o tema aqui é Disney com bebê. Pois bem, quando engravidei, coloquei na minha cabeça que passaria meu primeiro aniversário com filho na Disney. E convoquei toda a familia para irmos juntos. E como são todos enfeitiçados tbem, com excessão do meu pai, que seria a primeira vez nos EUA, toparam logo. Estávamos com 3 crianças: 11 meses, 1 ano e meio e 2 anos e 8 adultos.



Bom, eu faço aniversário em 20 de novembro, mas a programação começou bem antes disso em julho, pois meu aniver é numa época próximo ao feriado americano de Ação de Gracas, que é época de alta temporada. Essa seria a primeira viagem internacional do Álvaro. Mas não sua primeira viagem. A primeira viagem em família foi pra Bahia, como contei aqui, em um post que fez parte de uma Blogagem Coletiva e depois "precisou"ir pro Rio de Janeiro fazer o visto. Tadinho dele, né?


Com passagens compradas e carro e hoteis reservados, começou a contagem regressiva. E quanto mais perto da data estávamos, mais eu ficava nervosa. Pois o que mais eu ouvi foi...


-O que? Você vai levar o bebê pra Disney? Pra que levar, ele não vai lembrar de nada mesmo depois . - -Você vai sem babá? Vocês não vão poder aproveitar nada....

-E se ele chorar no avião?
-E se ele ficar doente...

Vocês podem imaginar minha "pilha de nervos", rsrsrs

Como sou prevenida, fomos na pediatra, como de costume, que me deu uma relação ótima ( do tipo acalma mamãe de primeira viagem), com todos medicamentos que talvez pudessem ser necessários, e claro email e msn, caso fosse necessário.

Embarcamos no dia 17 de novembro em Porto Alegre, via Guarulhos e Miami, tendo Orlando como destino final. Fomos de AA, e no auge de seus 11 meses, Álvaro foi no colo durante todo percurso.

Como distrair 2 crianças em uma longa espera de conexão em Guarulhos!
O carrinho da Tam foi sucesso.
A viagem foi tranquilissima. Álvaro e as primas dormiram todo o vôo. Só não foi melhor, porque a fralda vazou, e como ele estava dormindo no meu colo, mamãe ficou encharcada. Óbvio que não lembrei de levar muda de roupa pra mim. Depois disso nunca mais esqueci.

Optamos em ficar  no Buena Vista Suites, em Lake Buena Vista, pela proximidade dos parques e facilidades de outlets e mercados próximos. Além de ter café da manhã incluido, e microondas e frigobar no quarto. Reservamos 2 carros ( mini-van) para termos mais flexibilidade.

Será que tinha espaço sobrando no carro?
Nessa viagem optamos por não levarmos nosso carrinho, pois ele é do tipo "trambolhão"e queriamos algo mais prático para abrir e fechar. Eu pesquisava na internet e jurava, que chegando lá iria encontrar todas opções.  Perdemos bastante tempo, fomos em Target, Walmart e Toys e nada de encontrar carrinho do tipo guarda chuva. Me enganei, e tive que acabar optando por um modelo que eu não queria, mas que quebrasse o galho. Depois disso, sempre  compro pela internet antes e mando entregar no hotel. Tem até um post ensinando a comprar no Amazon. Leia também o post: "Carrinho de bebê, qual o melhor modelo para viagem".
O carrinho é perfeito para as sonecas.
Nossa rotina de parque foi assim:
Dia 01 - Chegada no final da manhã. Tarde livre para compras e passeio.
Dia 02 - Sea World. Final do dia no Outlet
Dia 03 - Magic Kingdom
Dia 04 - Outlets
Dia 05 - Animal Kingdom
Dia 06 - Island of Adventure e Universal Studios.

Com excessão do meu pai e das criancas, todos já conheciam Orlando, por isso optamos em ficar somente uma semana por lá. Íamos cedo para os parques, tipo 9h- 9h30 e saíamos quando estava fechando. O Sea World e  Animal Kingdom, fechavam as 17h. Já no dia do Magic Kingdom, saímos do parque depois das 23h.


Ficou encantado com o Pateta...
Todos os parques tem estrutura com trocador nos banheiros. Os parques da Disney tem inclusive uma área com microondas, onde você pode alimentar seu bebê ou esquentar uma mamadeira, se for preciso. Eu sempre levava uma bolsinha térmica com iogurte e frutas picadas. Levava também uma papinha salgada que levei do Brasil, bolachinhas que comprava no Walmart e um pote com dosador de leite Nan, que era o leite que ele tomava na época.
UPDATE 11/02/15:
O Baby Care Center está localizado junto ao "First Aid", ao lado do Casey Corners, quase em frente ao castelo
Área com trocador. Vários produtos que seu bebê pode precisar estão a venda por lá, como fraldas, creme de assaduras, xampu, etc. 
Área de alimentação com poltronas de amamentar, cadeirões e mesas infantis. Na sala ao lado fica o microondas, forno e outro utensílios a disposição dos convidados.

Os primos em momento descanso.
Em relação a temperatura, estava bem agradável. De usar camiseta durante o dia e moletom a noite. Achei ótimo: nem muito quente e nem frio.

Nos parques priorizamos os brinquedos   que eles poderiam curtir também.


No Magic Kingdom, a área da antiga Fantasyland ainda estava funcionando. E foi onde passamos a maior parte do tempo, pois tinha um playground do Pateta muito legal. Lembro de terem curtido o Jungle Cruise, Piratas do Caribe, Winnie The Pooh, e principalmente as paradas. Era lindo, ver aqueles rostinhos fascinados. Nos brinquedos onde os pequenos não podiam ir, nos revezávamos. Ia primeiro os pais e depois as mães, ou vice versa.


Eu e Álvaro na Main Street
Conferindo a geladeira na casa da Minnie.
Eu gostava tanto dessa área do parque, pena que não existe mais.
UPDATE 11/02/15: Hoje essa área da Fantasyland não existe mais ( uma pena, pois eu achava lindo!). Mas deu lugar a uma nova área, que também é bem legal para os pequenos: Storybook Circus.
Entrada da nova área do Fantasyland
No Sea World, os shows da Shamu e dos golfinhos, foram as atrações que mais curtiram. Lá também tinha uma área infantil, com carrossel e brinquedos bem bacana.


Island of Adventure: Para bebês ou crianças bem pequenas, a área do Dr. Seuss, é a mais interessante. Passamos um bom tempo por lá. Se forem um pouco maiores e já curtirem super heróis, é um prato cheio.

Aqui fica a dica: não insista para seu filho tirar foto com o super
herói que ele vai curtir só daqui 2 anos, rsrsrs

Se achando gente grande! Como ele não caminhava ainda,
de tempos em tempos, parávamos para ele dar uma engatinhada.
Universal: o show do Barney. Ídolo de todo bebê, rsrsrs, pelo menos aqui em casa era sucesso.

Animal Kingdom: Foi outro parque super tranquilo, pois tinham vários shows e encontros com personagens. E onde tinham personagens e música, eles curtiam demais. O safari é muito legal. Aqui recomenda-se pegar o Fast Pass cedo. A parada da tarde foi muito linda também.


O encontro com o ratinho mais famosos do  mundo, não pode faltar
Bom, eu sou uma manteiga derretida, e só de chegar no portão do Magic Kingdom e ouvir "os sons"do parque, já me desidratei chorando. Abafa, que to aqui quase chorando só de lembrar do dia, rsrsrs

O dia do meu aniversário seria comemorado no Magic Kingdom. Chegamos e fomos direto pegar os "bottons"de First Visit para o meu pai, de Happy Birthday para mim e para minha sobrinha que faria aniversário no dia seguinte e de Family Reunion pro restante da turma. O legal desses bottons, é que os cast members te páram para lhe cumprimentar, desejar feliz aniversário. Até durante a parada. O parque estava todo decorado para o natal. 

Assim, a gente "acampava"esperando os desfiles. Dodô dormia bem
tranquilo no carrinho. Sem contar que o carrinho é ótimo para guardar lugar.
E quando dava uma "folga", ele engatinhava pra gastar as energias, rsrsrs
Eu já tinha visitado o parque 3 outras vezes, inclusive no mês de julho, altíssima temporada. Mas confesso que fiquei apavorada quando entramos no parque as 9h30 da manhã, parecia uma "boiada"solta invadindo o castelo da Cinderela. Estava lotadissimo. Fiquei nervosa, mas com o tempo, fomos curtindo as atrações que nos interessavam e foi bem tranquilo. Nesse dia, tivemos outra surpresa: O desaparecimento do Vô Frantz! Acreditem que meu pai, conseguiu se perder??? Já contei essa história aqui. Momento inesquecível da viagem. Podem perguntar pro Álvaro onde o vô se perdeu na Disney, que ele sabe mostrar no mapa, rsrsrs.

Pelo relato, não preciso dizer que foi maravilhoso, né? E depois da experiência, posso responder com toda convicção pra aqueles que me pediam:

-Você vai levar seu filho pra Disney? Ele não vai lembrar de nada...

Realmente ele pode esquecer, mas eu nunca mais esquecerei aqueles momentos.


Tem como esquecer essa carinha..
Todo atento, olhando os desfiles?

Essa viagem continuou por Nova York. Acompanhe os próximos posts para ver nosso relato de lá, ok? UPDATE  26/08/13: Para ler NY com bebê, clique aqui!


20 comentários:

  1. acompanhando ansiosa o relato de ny!!!!! tbm vou com minha pequena de 11 meses para orlando, ny e washigton em outubro! mal posso esperar. bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amanda!!
      Que légal!!! O post sai até no final de semana.....falta tempo para colocar tudo em dia, rsrsrs.
      Depois vem contar pra gente como foi sua viagem, ok?

      Qualquer dúvida que puder ajudar, estou aqui!
      Bjs

      Excluir
  2. Olá,
    Muito boa sua iniciativa de contar sobre as viagens com os bebês. Certamente vai ajudar muita gente, como eu. Viajei muito e pretendo continuar. Por isso, essas informações são importantíssimas, não só para Orlando como também para outros países. No caso de Orlando, estamos com as malas quase prontas para embarque em 7 setembro. Vamos levar Valentina (1a e 8m) para apresentá-la ao Mickey e sua turma. Já estive em Orlando umas 18 vezes, sem exageros, mas com um bebe, será a primeira vez. Quanto ao voo, tenho lá minhas dúvidas como vai ser. Ela já fez alguns aqui no Brasil e não incomodou os passageiros. Só queria andar pra lá e pra cá no corredor. Com o voo longo...vamos ver. O que eu gostaria mesmo de saber é como se comportaram as crianças quando (ou se) entraram nas atrações fechadas (para crianças), com o som acústico.
    Obrigado e parabéns. Sérgio (Salvador)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sérgio!
      Que bom que irão levantar a Valentina para conhecer o Mickey!
      O meu pequeno já foi 2x pra Disney, com 11 meses e com 1 ano e 10 meses ( Disneyland). Em nenhuma das vezes ele se mostrou encomodado com o escuro ou som. Mas claro que depende da criança. Teve um show do Aladim, que ele não gostou e saimos antes. Mas foi porque ele não estava se interessando pelas "princesas em cena", rsrsr..e não por causa do barulho. Lembroq ue fomos no Piratas do caribe e ele adorou olhar os personagens.
      Experimente e veja como ela irá reagir! Se não gostar, evitem esse tipo de atração.
      Na primeira vez, eu queria tirar foto com toso personagens, rsrsrs, coisas de mãe....mas ele morreu de medo dos super heróis. Daí evitei e foi tranquilo.
      Sou super a favor de viajar com os pequenos, mas acho que a maioria dos pais tem medo. Uma pena!

      Depois venha nos contar como foi sua viagem, ok?? Vou adorar receber seu depoimento!
      Bom domingo!

      Excluir
  3. Boa tarde, Fran
    Adorei seus relatos, também vou viajar com a minha pequena de 7 meses para Orlando e confesso que estou preocupada...li que você levou a papinha daqui do Brasil, vc acha mais viável? e fraldas também? tenho muitas dúvidas, do que levar, se puder me ajudar te agradeço...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Natália,
      Sobre as papinhas eu levei e indico pois as papinhas de lá são diferentes. Eu tentei comprar da Gerber, mas o baixinho não comeu. Comprei no mercado umas comidinhas prontas pra bebê ( massinhas, purê..) mas ele não comia de jeito nenhum, dai resolvi provar..e era apimentado, tadinho, rsrsrsrs. Pode levar as papinhas daqui sem problema. Leve também o leite que ele esta acostumado a tomar. Fraldas, lencinhos umedecidos, compre tudo lá. Leve só pro primeiro dia, para não ter que sair correndo as pressas ao WalMart ou Target. A sessão de bebê dos supermercados são encantadoras, você vai pirar, rsrsrs. Ah, e leve o carrinho, ou se pretende comprar lá, compra na internet e manda entregar no hotel. Bem mais garantido!!
      Bjs, qualquer dúvida estou ai!

      Excluir
  4. Olá Francine!
    Muito bom seu post, me ajudou! Estou indo para Orlando passar o Ano Novo com meu bebê de 10 meses (terá 11 meses). Como voce fez para levar comida do Brasil? Ele é uma criança tranquila? O meu filho precisa ter um sono da tarde pq se não fica muitoo irritado, isso me preocupa um pouco de como vamos fazer com ele. E a alimentação tambem, sou meio chata com isso e tenho medo que ele nao coma direito! Na verdade estou super insegura...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata,
      Eu levei papinha da Nestlé e leite em pó, dentro da mala e não tive problema algum. Na bagagem de mão levo o leite que usará durante o voo, bolachinhas e papinhas em menor quantidade.
      Quanto a ser tranquilo, é dificil definir, né? Pois é criança, e nenhuma criança é tranuila. Mas posso dizer que ele é super parceiro e companheiro. Nunca tivemos problema, mas tbem nunca sujeitamos ele a programas não recomendados para a idade dele.
      Quanto ao soninho, o Dodô sempre dormia no carrinho. Leve o naninha dele, ou alguma cobertinha, pra ele se "sentir em casa".
      E sobre a alimentação, ele vai ter quase 1 ano, já pode comer massinha, leve papinha pra complementar, compre frutas e iogurtes e leve para o parque numa bolsinha termica.
      Eu estava super hiper mega nervosa, e todo mundo me chamava de louca, mesmo ja tendo viajado com ele bebê aqui no Brasil. E deu tudo certo, e vi que não foi nada tão dificil, que já repitimos muitas outras vezes.
      E sempre falo, é muito mais facil viajar com bebê, do que crianca com uns 3/4 anso que ja tem vontade propria, rsrsrsrs
      Depois venha me contar como foi ok?
      Beijoo

      Excluir
  5. Oi Franciane.
    Adorei ler aqui sua experiência e ver as dicas que deu para os outros pais. Estou indo em janeiro com meu bebê que vai estar com 1 anos e 2 meses para Disney e estava meio preocupada com relação a comida. Já fomos com ele para os EUA quando estava com 4 meses, mas foi mais fácil, pois só mamava no peito e estava começando as papinhas doces. Agora que já come de tudo tenho medo de estranhar as comidas de lá, apesar dele ser um "comilão". Vou levar umas papinhas para previnir.
    Também estou um pouco preocupada com os dias longos no parque, mas Benjamin dorme bem no carrinho, então acho que não vai ficar enjoado.
    Minha viagem vai ser como a sua em familia sobrinhos de 7 e 2 anos, mas acho que vai dar tudo certo. Eu imagino e falei com meu marido que não dá para ficar com uma programção super "fechada", pois nunca sabemos como os pequenos vão estar.
    Outro detalhe é que stou grávida, então não vou poder ir na mairia dos brinquedo mesmo, só os que ele pode. rsrs
    Obrigada pelas dicas.

    ResponderExcluir
  6. Obrigada pelas dicas!! Fiquei feliz em saber que não sou a única "louca" a viajar para a Disney com uma bebê de 2 anos.

    ResponderExcluir
  7. Olá! Vou viajar para orlando cpm minha filha fde um ano e estou preocupada. Quais medicamentos você levou? Quais parques você recomenda? Ficaremos apenas sete dias. Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, eu semper vou na pediatra e peço orientação dela sobre o que levar e dosagens. Ela sempre faz uma listinha para mim: se tiver tosse, tomar X - X mls, se tiver enjoo, tomar Y, e assim por diante. Sempre levo Alivium Tylenol, Dramin, e mais o que ela orientar. Consulte o pediatra antes de ir, que viajará mais tranquila.
      Quanto aos parques, vai depender de quantos dias vocês vão ficar e idade das crianças. A minha ordem de preferência para bebês é: Magic Kingdom, Sea World, Animal Kingdom, Epcot e Hollywood Studios, e Universal.
      Mas todo dia de parque acho muito puxado. Eu intercalaria, como nós fizemos, com um dia de shopping ou passeio.
      Bjs

      Excluir
  8. Olá Francine, gostaria muito de uma opinião sua... Tenho um bebê de 1 ano e 2 meses e pretendo viajar em abril deste ano, descobri recentemente que estou grávida de dois meses e meio e até a viagem estarei com quase 5 meses. Será que a minha viagem será um desastre indo à Orlando e é melhor ir para outro destino dentro do Brasil, ou Orlando continuará sendo bacana para diversão e compras?
    Beijo grande e obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Simone!
      Parabéns pela gravidez!!!
      Eu iria tranquilamente. Acho que tem opções para agradar a todos, desde atrações para o pequeno curtir, como também lojas para o enxoval do novo baby. Beijo!

      Excluir
  9. Olá Francine, estou indo para Orlando com meu filho de 11 meses tb. Como vc fazia para seu bebe dormir anoite? Tinha berço no hotel? Ele tinha horário para dormir anoite? A viagem atrapalhou a rotina dele quando retornaram?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Flávia,
      Tinha berço no hotel. Acredito que todos tenham. Solicite por baby crib.
      Eu não me preocupei em estar no hotel na hora que ele dormia. Se ficávamos até mais tarde nos parques ou mesmo lojas ( geralmente saíamos dos parques e iamos fazer compras), ele dormia no carrinho.
      Claro que muda um pouco a rotina deles, e principalmente a alimentaçao, mas não tive problemas em readapta-lo na volta.
      Espero que aproveitem!
      Bjs, Fran

      Excluir
  10. Olá Francine!!!

    Estou indo pra Miami/Orlando com minha bebê de 1 ano em junho para fazer o enxoval da minha 2ª bebê que está a caminho! Na época da viajem ela estará com 1 ano e 3 meses...
    Estou preocupada quanto a alimentação dela, pois ela não come papinhas prontas (tipo nestle). Em relação às frutas, biscoitos, papinhas doces é mais fácil... mas como vc fez com o almoço e o jantar do seu bebê?

    Quando fui a 1ª vez pra lá, tbém fui pra fazer enxoval... foi mto cansativo, pois queria conhecer os parques, e ainda tinha o batidão dos shoppings. Vc acha que vai ser mto cansativo? Iremos em família: Eu, meu pai, minha mãe, minha irmã, meu esposo e minha bebê!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luana!

      Parabéns pelo segundo baby!!
      Olha eu acho tranquilo, ainda mais viajando em família.
      Nós voltamos agora de viagem e passamos na Disneyland da Califórnia e vou te dizer que achei muito mais cansativo agora, com 4 anos, do que antes, quando ele foi com 11 meses e quase 2 anos. Agora ele já sabe o que quer, ficava fazendo manha. Realmente a viagem teve que ser toda voltada pra ele. Antes a gente fazia o que nós queríamos.
      Dessa vez, achei muita opcão de comida saudável nos parques. Tinha até comidinha pra bebê ( toddlers) como potinho de arroz e frangrinho grelhado. O Dodo comia quase sempre massinha e bolinho de carne ( spaghetti with meatballs). Tem muita banca de frutas nos parques. Ou você pode passar num mercado e comprar os potinhos de frutas, iogurtes, bolachinhas e levar para o parque. Tem umas massinhas de potinho ( tenho foto, se quiser, posso te mandar), que é só acrescentar agua e colocar no microondas. De noite quebrava um galhão. E ainda tem as opções de restaurantes brasileiros, que vocês podem ir.

      Mas olha, a pediatra do meu filho sempre dizia…..não te preocupa que 10-15 dias comendo fora da rotina, não vai prejudicar nada o desenvolvimento dele.

      Espero ter ajudado!!!
      Bjs

      Excluir
  11. Olá Francine! EStou indo para a Disney com minha pequena de 1 ano e 10 meses, e lendo seus depoimentos fiquei mais tranquila! Na verdade vamos numa época ruim, mas é que meu marido vai a trabalho e vou aproveitar. Vamos em julho. Mas vou tentar acordar super cedo e chegar nos parques o quanto antes. Queria saber se acha que consigo alimentá-la com as coisas do parque...sou meio atrapalhada com esse negócio de preparar e levar coisas prontas. Devo levar frutas e sucos...thanks!!

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Consegue sim! Não se preocupe, e com 1 ano e 10 meses ela já deve comer de tudo, não?
    Eu recomendo que você procure no folder do mapa de cada parque, as opções de restaurantes e lanchonetes que mais lhe agradem. Todos os parques tem mapas em português. E geralmente cada área do parque tem alguma opção diferente de alimentação. Meu filho come massa somente sem molho. Eu sempre pedia, onde serviam massas, e eles prontamente atendiam. E leve, iogurtes, bolachinhas e frutas para os lanches. Tenho certeza que dará tudo certo!
    Bjs, e depois volte para nos contar como foi, ok?

    ResponderExcluir

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Pesquise aqui qualquer conteúdo do Viagem que Sonhamos, tecle enter