1 2 3 4 5 6

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Roteiro de dois dias pelas cidades históricas de São João Del Rei e Tiradentes

Visitar as cidades históricas de São João Del Rei e Tiradentes era um desejo antigo. Palco de acontecimentos que influenciaram toda a história do país,  as cidades preservam belas exemplares da arquitetura barroca e monumentos de reconhecidos artistas, como  Aleijadinho.
Fundada em 1702, a antiga vila Arraial Velho de Santo Antônio da Ponta do Morro, cresceu em função do ouro encontrado na região. O espirito revolucionário que culminou com a inconfidência mineira surgiu em função da escassez do metal, mas foi no período da riqueza que vila que daria origem as cidades de Tiradentes e São João Del Rei se desenvolveu.
Em 1938 o conjunto arquitetônico e também o entorno de Tiradentes foi tombado pelo Iphan.
Tiradentes se destaca entre as cidades históricas, pelo belo trabalho de seus artesãos e pela beleza natural da Serra de São José. São João Del Rei também teve seu conjunto arquitetônico e artístico tombado pelo Iphan em 1943. A cidade que também é conhecida por ser o local "onde os sinos falam",  pois cada toque tem um significado.


Mesmo não sendo o tempo necessário para conhecer bem as duas cidades, conseguimos visitar e vivenciar tudo o que tínhamos curiosidade em conhecer.  Visitar as cidades históricas mineiras é encontrar uma bela surpresa em cada ladeira, em cada fachada e esquina de suas ruas.
O que fazer |
Dia 01: O dia começou pelo centro histórico da cidade de São João Del Rei.
Caminhamos pelas ruelas, apreciamos a Igreja Nossa Senhora do Carmo, a  Catedral Nossa Senhora do Pilar e a Igreja do Rosário.
Conhecemos a famosa rua Santo Antônio com suas famosas Casas Tortas e também o sobrado que foi residência do ex presidente Tancredo Neves.



Cruzamos a Ponte da Cadeia para apreciar a beleza da Igreja São Francisco de Assis. Emoldura pelas palmeiras imperiais, a igreja é um dos mais belos exemplares da arquitetura colonial mineira, com suas torres circulares e esculturas em pedra sabão.   O projeto das esculturas da portada principal é obra de Aleijadinho que posteriormente foi modificado por outro importante escultor da época, chamado Francisco de Lima Cerqueira.

Fomos caminhando até a Estação Férrea para comprar os tickets para o passeio de trem para a manhã seguinte. Aproveitamos para conhecer o Museu Ferroviário que fica localizado na Estação e possui entrada gratuita.

No início da tarde, seguimos para o vilarejo de Bichinho, local conhecido pelo seu artesanato. Bichinho originalmente pertence ao município de Prados, mas fica localizado próximo à Tiradentes. Não se entusiasme pelas primeiras lojas, pois os ateliês mais bonitos e produtos diferenciados localizam-se no centro da vila. existem várias opções de cafés e restaurantes simples de comida mineira.
Bichinho
Passamos a tarde toda caminhando entre as lojas e ateliês, conhecendo um pouco do trabalho dos artesãos locais. Eu não cheguei a visitar lojas de artesanato em Tiradentes, mas dizem que em Bichinho os preços são muito menores.
Bichinho


Bichinho

Pretendíamos apreciar o por do sol na Igreja Matriz de Santo Antônio no centro histórico de Tiradentes, mas não encontramos local para estacionar próximo e desistimos. Seguimos viagem pela antiga Estrada Real até São João Del Rei, onde estávamos hospedados.

Dia 02: O dia começou na Estação Férrea para o passeio de trem Maria Fumaça entre São João Del Rei e Tiradentes. Chegamos com 30 minutos de antecedência à estação o que garantiu que fossemos uns dos primeiros a entrar nos vagões. O trajeto durou  45 minutos e eu já contei todos os detalhes do passeio no post "Passeando de Maria Fumaça em Minas Gerais"

Assim que desembarcamos assistimos ao processo de virar a locomotiva em um rotunda, para que o trem possa fazer o trajeto contrário de volta à São João Del Rei. Em frente a Estação Férrea de Tiradentes existem várias pessoas oferecendo passeios de pônei e também de charrete. Dodô quis muito passear de pônei e escolheu o Petróleo para dar um passeio ao redor da praça. O passeio custou R$ 10,00.


Pegamos o carro e fomos em direção ao centro histórico.  Estacionamos próximo à ponte (existem vários estacionamos por ali) e fomos caminhando em direção ao centro histórico. Muitas pessoas entram próximo à praça de carro, o que eu acho que deveria ser proibido. O local fica muito mais bonito sem carros. 


No Largo das Forras contratamos um passeio de charrete que custou R$ 80,00. O passeio é bacana porque o guia vai contando curiosidades e a história dos locais por onde passa, e o passeio abrange os principais pontos de destaque do centro histórico. Nós gostamos muito. O passeio durou quase uma hora, e em todos os pontos paramos para fotos e para conhecer. 
O passeio iniciou no Chafariz São José, e segui pela Cadeia até a Igreja do Rosário. Após uma parada continuamos até a Igreja São João Evangelista, a estátua em homenagem a Tiradentes e o Museu Padre Toledo, onde morou Tiradentes.




O ponto de maior destaque do passeio foi a Igreja Matriz de Santo Antônio, outro belo exemplar do barroco brasileiro e sua bela fachada de frente para a Serra de São José. Também foi Aleijadinho o responsável pelas esculturas da sua fachada. Um grande destaque do local é o relógio de sol, que está localizado a direita de quem sobre os degraus.

Nos não tivemos a oportunidade apreciar, mas todos finais de semana, à noite, acontece um pequeno espetáculo narrado pelo ator Paulo Goulart contando a história da igreja em um show de som e luzes.

Antes de terminar o passeio de charrete paramos em um loja de produtos de estanho, que é bastante comum na região, para conhecer o processo de fabricação e produtos produzidos.
De volta ao Largo dos Forras, almoçamos e fomos conhecer o Chico Doceiro, um local bastante conhecido na cidade pelos seus famosos doces de doce de leite.

Aproveitamos a caminhada para conhecer a Igreja das Mercês e a Igreja São Francisco de Paula, de onde é possível ter uma das vistas mais bonitas do centro histórico.


Voltamos a antiga Cadeia, onde fica hoje o Museu Sant'Ana. Vale a pena visitar para apreciar as obras e também o belo trabalho de restauração do prédio.

Adoramos se perder pelas ruelas do centro histórico, para apreciar não somente as belas obras barrocas da arquitetura religiosa, mas também os muitos casarões e sobrados do período. São edificações brancas com suas repetições de portas e janelas coloridas sempre emolduradas pelo calçamento de pedras e bonita vegetação.





Onde comer |
Restaurante Dedo de Moça: Fomos conhecer o Restaurante Dedo de Moça, por indicação da Karla do blog Cariocando por Ai. O restaurante, localizado em São João Del Rei, próximo a Igreja São Francisco de Assis,  funciona no sistema ala carte e possui ambiente simples mas bem charmoso com ótimo atendimento. Nós provamos a carne de sol com macaxeira e o pequeno foi de prato kids. Ambos deliciosos. Vale falar que o preço também é excelente. Ótimo custo benefício.

Restaurante Taberna d'Omar:  Descobrimos a Taberna d'Omar bem por acaso, "perdidos"no centro histórico de São João Del Rei. Arrisco dizer que o restaurante possui a melhor vista da cidade, de frente a bela Igreja Nossa Senhora do Carmo. O local serve cervejas artesanais e várias opções de pratos. Provei uma deliciosa pasta carbonara e o marido experimentou a costela D'Omar. O local não tem cardápio infantil mas preparou uma massa ao gosto do pequeno freguês.

Restaurante  Barouk: Localizado em pleno Largo das Forras, tem a melhor localização do centro histórico. Almoçamos no buffet que é servido no fogão mineiro. As opções são bem variadas e funciona por peso. O preço é alto, mas a comida estava saborosa.

Chico Doceiro: Outro lugar que descobri pesquisando sobre Tiradentes. Fica um pouco afastado do centro histórico mas vale a caminhada. Ou deixe para ir quando estiver saindo do centro, com o carro. O carro chefe são os canudinhos recheados com doce de leite. É simplesmente divino e impossível come rum só. Mas o local vende também cocadas, palhas italianas e outros tipos de doces.   Dizem que na parte da manhã é o próprio Sr. Chico que prepara as iguarias. Nós fomos na parte da tarde e não encontramos ele por lá, mas adoramos. O local é pequeno, mas possui umas três mesas com banquinhos, para quem quiser se deliciar por lá mesmo.

Onde se hospedar |
As cidades oferecem várias opções de hospedagem que variam de opções econômicas à pousadas de charme, na sua maioria localizadas em casarões de época. Minha ideia inicial era se hospedar próximo ao centro histórico de Tiradentes, mas pesquisando descobri que os preços em Tiradentes são bem superiores aos praticados em São João Del Rei. Como as cidades estão localizadas muito próximas, em torno de 12 km de distância, se você pretende conhecer ambas, como era o nosso caso, acaba não fazendo diferença estar hospedada em uma ou em outra.
#Dica: Se você procura economia hospede-se em São João Del Rei. São ótimas opções com bom custo benefício. Mas só faça isso, se seu objetivo for passear por São João também. Dormir em São João e passar todos os dias em Tiradentes não compensará a economia.
Garden Hill Small Resort:  Localizado em São João Del Rei, foi a nossa opção opção de hospedagem para esse final de semana.  Ficamos muito satisfeitos. O hotel é ótimo, quartos grandes, restaurante delicioso e localizado em um oásis verde. Contei tudo sobre a nossa hospedagem no post "Garden Hill Small Resort | Dica de hospedagem em São João Del Rei". Para ver disponibilidade, valores e reservas para o período da sua viagem, clique aqui.

Pousada Paço do Lavradio: Localizada em São João Del Rei, tive ótimas recomendações dos blogs Devaneios de Biela e Ta indo pra onde, que já haviam se hospedado por lá. É outra ótima opção para quem está de carro. Para ver disponibilidade, valores e reservas para o período da sua viagem, clique aqui.
Villa Buonabitacolo: Localizado em São João Del Rei, a 7 km do centro histórico da cidade, é um outra boa opção para quem está com carro.  Tem parquinho infantil e crianças até 8 anos não pagam. Outro diferencial é que a pousada oferece bicicletas para passeios. Para ver disponibilidade, valores e reservas para o período da sua viagem, clique aqui.
Pousada Rotunda: Localizado em São João Del Rei, a apenas 600m da Estação Ferroviária. As notas de avaliação de quem já hospedou por lá são excelentes e o valor da diária bem interessante.  É considerada um dos melhores custo benefício de hospedagem na cidade.  Para ver disponibilidade, valores e reservas para o período da sua viagem, clique aqui.
Pousada Pequena Tiradentes: Localizada a 3 km do centro histórico de Tiradentes, a Pousada Pequena Tiradentes funciona em uma mansão colonial com decoração clássica e muito conforto. Para ver disponibilidade, valores e reservas para o período da sua viagem, clique aqui.
Pousada Trem do Imperador: Localizada em Tiradentes, achei essa pousada muito fofa especialmente para quem viaja com crianças, pois sua temática são os trens. Os quartos luxo são localizados em réplicas de vagões de trem, e a decoração da pousada  é temática sobre o assunto. As notas e avaliações dos hóspedes também são excelentes. Para ver disponibilidade, valores e reservas para o período da sua viagem, clique aqui.
Pousada Solar da ImperatrizLocalizada a apenas 500m do centro histórico de Tiradentes, é uma das melhores opções custo benefício para quem deseja se hospedar próximo ao centro histórico. O estacioamento é gratuito e é possível ir caminhando para a Estação Ferroviária e também para o centro histórico. Para ver disponibilidade, valores e reservas para o período da sua viagem, clique aqui.

Gostei muito de Tiradentes e também de São João Del Rei. Estava preocupada que seria muito pouco tempo para conhecer e poder aproveitar um pouco das cidades, mas foi tempo suficiente para conhecer tudo o que queríamos e ainda aproveitar um pouco do ótimo hotel onde estávamos hospedados. Claro que seria bacana se teríamos mais um ou dois dias, mas da sim para aproveitar bem em um final de semana.
#Dica: Não esqueça do bom e confortável tênis, pois caminha-se muito pelas cidades e o calçamento é quase sempre irregular.

Outros posts sobre Minas Gerais:
* Minas Gerais | Conhecendo o melhor do estado em seis dias
* Passeando de Maria Fumaça em Minas Gerais
Para ver mais fotos, siga nosso perfil no Instagram - @Fran_agnoletto e a #ViagensqueSonhamosemMinas
Quer reservar hotel em Minas?
Use o banner localizado na lateral direita dessa página, ou esse link aqui. Reservando seu hotel através da nossa página você não paga nada a mais por isso, tem a garantia de menor preço do Booking.com e ainda fornece uma pequena comissão para o blog.
Procurando carro para alugar?
Use o banner localizado na lateral direita dessa página, ou esse link aqui. Reservando seu carro através da nossa página e Rentcars, você não paga nada a mais por isso, e ainda fornece uma pequena comissão para o blog. Nós já experimentamos o serviço e aprovamos.

12 comentários:

  1. Acompanhei a viagem de vcs pelas redes sociais e babei! Lindas fotos, linda Minas! Medalha de ouro para esse post! (Em ritmo de RIO 2012)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Poli!!!
      Realmente Minas nos surpreeendeu. É uma explosão de cores, de história e gastronomia.

      Da até saudades,
      Beijos

      Excluir
  2. Amei rever estes lugares. Fiz este roteiro em 2012, com minha filha que tinha 1 ano na época. Ela, inclusive, deu seus primeiros passos sem segurar em nossas mãos em São João Del Rei. Foi lindo. Brigada por resgatar tudo isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delícia essas lembranças!!
      Nós adoramos essa região,

      Beijão

      Excluir
  3. Fran, que fotos lindas! Adoro este lugar! Não conheci Bichinho... pena! Fica a dica para uma próxima vez. Aliás, achei seu roteiro ótimo: tempo muito bem aproveitado!
    beijos, Lili
    @trilhasecantos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Liliane,

      Vale muito a pena ir até Bichinho. A gente pira com tanta coisa linda.
      O roteiro foi corrido mas deu para conhecer tudo o que queríamos.
      Na próxima voltaremos com mais tempo.

      Beijos

      Excluir
  4. Amo Tiradentes e já estive por lá umas 5 vezes mas adorei voltar através de suas lentes e textos e ainda por cima visitar São João e Bichinho. Os doces do Seu Chico são uma delícia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ando salivando de saudades daqueles canudinho de doce de leite. Muito bom!!
      Beijos

      Excluir
  5. Essa sua série de posts tá me dando uma saudades de Minas. Acho que já está mesmo na hora de voltar. Família toda da mamãe é de lá... Já morei em BH e explorei todas essas cidades nos finais de semana... Mas isso foi lá pelos anos de 2001/2002...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simone,
      Foi nossa primeira vez, mas com certeza voltaremos.
      Minas tem muito a ser explorado, e a culinária kkkkkk

      Beijos

      Excluir
  6. Infelizmente nao conheco as cidades historicas ainda, mas tenho bastante vontade! E claro, a gorda aqui adorou a dica dos doces de doce de leite, hahah! Quem conhece essa regiao volta sempre elogiando bastante, preciso me programar para ir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guaciara,
      Vale muito a pena. Não é nosso tipo de viagem preferida, mas a gente adorou.
      Foi bom demais!
      Beijos

      Excluir

Booking.com
Viagens que Sonhamos © 2016 - Todos os direitos reservados.