25 julho 2014

Maui: roteiro de 4 dias com criança e outras dicas

Quando finalmente definimos nossa segunda ida ao Hawaii, a ilha que mais despertava minha curiosidade era Maui. Oahu a gente já conhecia ( já leu o post sobre nossa primeira viagem ao Hawaii?) e havia se apaixonado, o que fez com que planejássemos a volta para o Hawaii. Kauai, parecia ser "rural"demais aos meus olhos, mas Maui, me encantava, a cada nova imagem, texto, ou roteiro que via sobre a ilha. Acho que era a combinação de praias perfeitas, condomínios de luxo, ótimos restaurantes e cidades charmosas que chamava minha atenção. Reservamos quatro dias inteiros para esse paraíso e adoramos.

Como já contei no post Roteiro de 16 dias, por 3 ilhas,  voamos para Maui, vindos de Kauai com a Hawaiian Airlines. E nossa volta, foi via American Airlines, direto para Los Angeles, sem necessidade de voltar a Oahu.


#Dica 1: Se você estiver planejando uma viagem para várias ilhas, tente emitir as passagens chegando por  uma ilha e voltando por outra. Facilita a vida demais, você economiza dinheiro na maioria das vezes, e tempo. Nós chegamos ao Hawaii por Oahu - Honolulu, e saímos por Maui - Kahului.



#Dica 2: Preste atenção na hora de emitir as passagem para Maui, pois existem dois aeroportos. Cuidado para fazer as reservas de carro, com retirada para o mesmo aeroporto de chegada. O principal aeroporto, e mais central, é o de Kahului, por onde chegamos e saímos.


Definido nossos dias em Maui, comecei a busca pelo hotel. Optamos por nos hospedar na região de Lahaina, pela proximidade com as praias do norte ( ondas para surf) e pelos ótimos relatos de ser uma cidade fofa com várias opções de restaurantes e comércio. O que eu não esperava é que os hotéis nessa região teriam o custo tão alto, comparado com as outras ilhas. Mas fazíamos questão de hospedagem próximo a praia. Não precisava ser beira mar,  mas pelo menos numa cidade com praia. Aliás hospedagem em toda a ilha de Maui é mais cara que Oahu e Kauai. Um hotel, para o período da nossa viagem, padrão 3 estrelas, não baixava de $250. Foi aí que tomei coragem e comecei a dar lances no Priceline, que é site tipo leilão de hotéis, e nenhum dos meus lances era aceito para a região que havia escolhido. Acabei pesquisando no Hotwire, que é um site parecido com o Priceline, porém utilizei a opção "Secret Hot Rate Hotels", onde você escolhe a região que quer se hospedar e o padrão do hotel. Nessa opção o preço é fixo, no nosso caso era $150, porém você não sabe qual será o hotel. O nome do hotel somente é enviado a você após a confirmação do pagamento. Para nossa alegria, o nosso hotel foi o Kaanapali Beach Hotel, na beira da praia em Kaanapali Beach, ao lado de Lahaina. Existem algumas maneiras de tentar descobrir o hotel, antes do pagamento. Eu por acaso, descobri, mas isso já é assunto para um outro post.

Kaanapali Beach e piscina do hotel
Enfim, todo o parágrafo acima, para explicar como conseguimos pagar pouco, por muito. Adoramos o hotel. Hotel tipo resort com área verde, piscina, quarto espaçoso, frigobar e cofre. Não tem micro ondas no quarto, mas tem um local apropriado para os hóspedes utilizarem o micro de uso comum. O único inconveniente é que não tinha wifi nos quartos, nem no lobby. Apenas na piscina, e o custo era de $9.95 por dia. Para você ver mais fotos, e o que o hotel oferecia clique no post Roteiro de 16 dias, por três ilhas, que relato sobre todos os hotéis que nos hospedamos durante a viagem.
Encontramos em Lahaina
Como nas outras ilhas, carro é essencial. Alugamos o carro por todo o período que estivemos em Maui. Retirando na chegada no aeroporto e devolvendo na saída, também no aeroporto.

Dia 01: Após o check in no hotel, e passeio pelo centro de Lahaina, iniciamos nosso passeio pelas praias do sul da ilha.  No caminho até Kihei, paramos em alguns mirantes para apreciar a vista. 




Passeamos por Kihei, Wailea e Makena. Esse lado da ilha, até pouco tempo atrás era repleta de praias inacessíveis, mas hoje em dia predominam os parques a beira mar, e os condomínios  de férias e resorts, próximo a praia. As praias  são predominantemente calmas, perfeitas para snorkel. Os parques a beira mar, como a grande maioria que já relatei nos outros posts sobre o Havaí, tem estacionamento, banheiros, área de picnic, e playground para as crianças. 

Kihei
Playground de Kihei
Como estava ventando muito, preferimos aproveitar a tarde nos parques. Próximo ao acesso de Kihei fica o Maui Ocean Center, que é considerado o maior aquário tropical do hemisfério oeste. Infelizmente não conseguimos visitar pois fechava às 17h.

Dia 02: Depois de aproveitar a praia de Kaanapali, junto ao nosso hotel, saímos para conhecer as prais do oeste, até Honolua Bay, famoso point de surf. Até lá existem vários mirantes, com estacionamento, junto a estrada. 

Mirante em Honolua Bay
Vale a pena parar, pois o visual é muito bonito. Para surfar em Honolua, é preciso descer até o mar, por uma trilha, e não existe estrutura nenhuma para banhistas. 

Então enquanto papai surfava, voltamos para aproveitar a praia de Napili Bay. Como o nome já diz, é uma baía, com vários hotéis de beira de praia. Tem apenas um acesso para a praia ( tem ducha e torneira com água potável para uso público), para os não hóspedes dos hotéis a beira mar. A cor da água é linda, transparente, ótima para crianças e snorkel. Como é uma praia pequena, sem parque a beira mar, não existe estrutura pública. Porém existem os restaurantes dos hotéis, que podem ser utilizados pelos não hóspedes. 

Napili Bay
Na metade da tarde, era hora de ir embora, pois as 17h havíamos reservado o tão esperado Luau Havaiano - Drums of the Pacific, conforme já contei no post "Como é um verdadeiro luau havaiano".

Dia 03: Nosso terceiro dia em Maui estava reservado para a costa leste da ilha. 

Visual das estradas de Maui
Saímos em direção a histórica cidade de Paia, que fica próximo a região do aeroporto Kahului, a aproximadamente 1 hora de carro de Lahaina. O parque na beira mar de Paia é muito bonito, mas ventava muito e não deu para aproveitar a praia. Visitamos também Hookipa Beach, o paraíso dos windsurfers. Passeamos pelo centro da cidade, com vários restaurantes e lojinhas. A arquitetura de Paia, reflete o passado da ilha, quando a cana de açúcar teve seu auge de desenvolvimento, refletindo nas cidades. A cidade lembra os filmes e desenhos de xerifes e faroeste. De Paia seguimos para o IAO State Park. 



Paga-se $5 para entrar com o carro. É um vale muito bonito, com penhascos, muita vegetação e riachos. A trilha é pequena, e quase toda acessível com carrinho de criança. Apenas no final, tem alguns degraus, mas o pequeno acompanhou tranquilamente caminhando.

Iao Needle, pico coberto de vegetação, com 675m de altura. 
Nosso roteiro previa, a partir do IAO State Park, a descida até Hana, passando por Kaihalulu (única praia de areia vermelha do pacífico) e Jaws (sonho de qualquer surfista, com suas ondas gigantes). Embora sejam aproximadamente 50 milhas de percurso, existem mais de 50 pontes e mais de 600 curvas no trajeto. Nós acabamos não seguindo viagem, pois o pequeno havia passado mal duas vezes, no trajeto até Paia, e achamos que seria muito ruim para ele seguir viagem. Voltamos então para Kaanapali para aproveitar a estrutura do hotel e descansar. No final da tarde, fomos curtir o por do sol no Whalers Village, que é um pequeno shopping, com vários restaurantes a beira mar, lojas e museu. Um calçadão iluminada por tochas liga o shopping aos hotéis de Kaanapali.

#Dica 3: Cuidado com os horários em Maui. Praticamente tudo fecha cedo. O Whalers Village fechava às 20h, porém o museu fechava às 16h.


Dia 04: Como o pequeno havia passado mal no dia anterior, desistimos de madrugar para ver o nascer do sol em Haleakala Crater, e resolvemos aproveitar nosso última dia, da maneira que mais gostamos, aproveitando a praia. Fomos até o Hanakaoo Beach Park, que é a primeira praia de Kaanapali. 

Hanakaoo Beach Park
Mar azul escuro, transparente, água morna e quase uma lagoa de tão tranquila. O parque é pequeno, mas tem área gramada, banheiros, salva vidas e quiosques com mesas para picnic. Praia perfeita para praticar snorkel e brincar com as crianças na água. 




Durante a tarde fomos passear por Lahaina, que foi a primeira capital do Hawaii, antes de ser transferida para Honolulu. Lahaina foi o centro mundial da indústria baleeira com muitos veleiros ancorados na sua costa. Hoje em dia a cidade é conhecida pelas suas construções charmosas, galerias de arte, lojas e restaurantes a beira mar, proximidade a condomínios e resorts de luxo. 


Front Street em Lahaina
Passeando pelo centrinho, na Front Street acabamos descobrindo o The Outlets of Maui, com ótima lojas, conforme já contei no post "Preços e Compras no Hawaii, é possível?".

#Dica 4: Se você não encontrar vaga de estacionamento nas ruas de Lahaina, existem vários estacionamentos pagos nas ruas transversais a Front St.


Onde comer - restaurantes aprovados!

*Cheese Burger in Paradise - Lahaina: Restaurante localizado a beira mar no centro de Lahaina. Ambiente super agradável, de dois andares, com bonita decoração, wifi e cardápio bem variado, inclusive com opção de cardápio kids, com desenhos e lápis para colorir. Provamos o Cheeseburger in Paradise, com fritas e salada, por $16.47, e o Álvaro escolhei chicken tenders com fritas. Menu completo aqui.



*Hard Rock Cafe - Lahaina: Restaurante já conhecido de nossas visitas a outras cidades nos EUA, é garantia de comida gostosa, cardápio kids com atividades para colorir, e decoração ( quase um museu) estilo rock and roll. Em Lahaina o diferencial é a localização, em frente a praia, com a vista dos veleiros no mar. Provamos o Grilled Norwegian Salmon, pois o pequeno é fã de salmão e dispensou o prato kids,  acompanhado de purê de batatas e vegetais. 


E uma Cowboy Ribs, famosa costela de porco, assada com molho barbecue acompanhada de fritas. Não lembro os preços, mas segue o padrão da rede nas demais cidades americanas.


*Bubba Gump - Lahaina: Restaurante especializado em camarão. Como o Hard Rock, o Bubba Gump segue o padrão da rede, também com grande vantagem, o visual encantador, praticamente sobre as águas do mar de Lahaina. Como os outros restaurantes, tem cardápio kids, com revistinha para colorir, e os pratos infantis são servidos dentro um barco de papel. As crianças também adoram. Dessa vez o pequeno dormiu antes do horário da janta e acabou não comendo as delícias do Bubba Gump. Eu adoro o Mango Mojito do cardápio e meu prato favorito é o Shrimper's Heaven, que é uma combinação de vários tipos de camarão ( adoro o empanado com coco), batata frita e molhos deliciosos. Dessa vez provei o Forrest's Seafood Feast, camarão empanado, peixe, fritas, bolinho de peixe e repolho com vários molhos, $19.99.




Compras em Lahaina

Nossa intenção não era fazer compras, mas supermercado e farmácia são lugares que sempre são necessários em uma viagem, e Lahaina é super bem servida nesse aspecto.
A região da Front Street tem um comércio bem variado com Safeway supermercado, farmácia Long Drugs, ABC Store ( lojas de conveniência com praticamente tudo o que você precisa, e muitas lembranças de viagem), restaurantes, lojas de lembranças, de jóias, galerias de arte, marcas de surf e lojas de passeio turísticos. 
Na ABC Store tem tudo o que vc vai precisar: de material para praia,
a chocolates com macadâmia para lembrança
A grande descoberta da viagem foi o The Outlets of Maui, quase na Front St, com muitas lojas legais e promoções imperdíveis. 
Em Kaanapali, ao lado de Lahaina, tem o The Whalers Village, com várias lojas e restaurantes.
No post Preços e Compras no Hawaii, é possível? eu explico melhor os locais de compras e os preços praticados.

#Dica 5: Chegando em Maui, não deixe de pegar os folhetos informativos no próprio aeroporto e também nas locadoras de carro. Os mapas são super completos e tem várias dicas, além de cupons de descontos.

#Dica6: Se Maui é seu ponto de saído do Hawaii, antes do check in é necessário passar pela "Inspeção de agricultura". São máquina de raio X localizadas no saguão do aeroporto. Todas as bagagens despachadas devem passar pela máquina e quando liberadas recebem um selo indicando que foi vistoriada. Somente após, é que é possível despachá-las no check in da companhia aérea.

Raio X da Inspeção de agricultura
Já foi para Maui?? Compartilhe com a gente como foi a sua viagem!!
Nossa fotos estão no Instagram na #ViagensqueSonhamosnoHawaii


Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Pesquise aqui qualquer conteúdo do Viagem que Sonhamos, tecle enter