1 2 3 4 5 6

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Conhecendo uma Mina de Ouro em Ouro Preto

Impossível visitar Ouro Preto e não imaginar como era a cidade no auge da mineração. Hoje, tudo o que vemos é relacionado aquela época, à riqueza do ouro, a aristocracia e também ao trabalho escravo que era a mão de obra que gerava a principal fonte de economia local.
No século XVIII, a região da então chamada Vila Rica de Ouro Preto, recebia muitas pessoas vindas de outros lugares do Brasil e de Portugal, todos em busca do ouro que era noticiado. Foi com a mineração que houve um grande crescimento urbano e demográfico, modificando o estilo de vida da população e tornando a região um grande foco politico e econômico.
Várias das minas que funcionavam na época, hoje estão abertas à visitarão de turistas, e nós tínhamos muita curiosidade de conhecer uma mina de perto para tentar imaginar como tudo funcionava. Uma das minas mais conhecidas é a Mina de Passagem, que fica localizada na vizinha cidade de Mariana, que é considerada a maior mina de ouro aberta a visitação do mundo. Nós escolhemos visitar a Mina du Veloso, por se caracterizar pelo escavação manual, ao contrário da Mina de Passagem, cuja escavação era de forma industrial.



A Mina Du Veloso foi revitalizada e aberta `a visitação em 2014, e possui em torno de 400 m de galerias para percurso e dois salões com poucos d’água que brotam entre as rochas.
Antes de entra na mina, recebemos nossos capacetes e ouvimos um pouco da história do local.


A mina leva esse nome pois o local era propriedade do Coronel José Veloso do Carmo, um dos últimos grandes mineradores da região, onde trabalhavam aproximadamente 88 escravos. A área de mineração de propriedade do Coronel Veloso possuía sistema de aquedutos escavados nas montanhas para abastecimentos da exploração do ouro e também mineração subterrânea.
Mina Du Veloso




Todo o trajeto é acompanhado de um monitor que vai contando curiosidades sobre a época da mineração e de como os trabalhadores trabalhavam na mina. Em alguns trajetos, especialmente na entrada, é preciso se abaixar, pois a altura é baixa, mas na maioria do percurso é possível caminhar normalmente. Isso para os meus padrões de 1,75 m de altura.


Como eu já comentei acima, toda a escavação feita na Mina Du Veloso era de forma manual, através do método da cava subterrânea, pelos escravos. Nas áreas mais baixas, crianças de 6-8 anos de idade eram quem trabalhavam. A maioria dos trabalhadores vieram da África , de uma região denominada Costa da Mina, que hoje corresponde a área de Gana, Togo, Benin e Nigéria. Os escravos que trabalhavam nas minas não sobreviviam mais do que seus 15-18 anos, em função dos problemas pulmonares causados pela poeira das pedras.


No total, percorremos em torno de 260m de galerias, visitando os poços d’água e também os salões onde foi utilizada a técnica de pilares para sustentação do teto da mina. Uma verdadeira aula de engenharia.



Levamos em torno de uma hora entre a compra dos tickets, preparação para entrar na mina e visitação. A visitamos acontece diariamente entre 9h às 18h e o ingresso, custou R$ 25,00, sendo que crianças não pagam.

Mina Du Veloso
Rua Platina, 34
São Cristovão
Ouro Preto/MG
Outros posts sobre Minas Gerais:
* Minas Gerais | Conhecendo o melhor do estado em seis dias
* Passeando de Maria Fumaça em Minas Gerais
* Roteiro de dois dias pelas cidades históricas de São João Del Rei e Tiradentes
Para ver mais fotos, siga nosso perfil no Instagram - @Fran_agnoletto e a #ViagensqueSonhamosemMinas
Quer reservar hotel em Minas?
Use o banner localizado na lateral direita dessa página, ou esse link aqui. Reservando seu hotel através da nossa página você não paga nada a mais por isso, tem a garantia de menor preço do Booking.com e ainda fornece uma pequena comissão para o blog.
Procurando carro para alugar?
Use o banner localizado na lateral direita dessa página, ou esse link aqui. Reservando seu carro através da nossa página e Rentcars, você não paga nada a mais por isso, e ainda fornece uma pequena comissão para o blog. Nós já experimentamos o serviço e aprovamos. 

20 comentários:

  1. Fran, sou suspeita para comentar seu post, pois sou fã... essa viagem para Minas acompanhei no Insta, no Snap... que delícia... meus filhos amariam toda essa "aventura" também, quanta riqueza para a idade escolar em que se encontram né? Parabéns, linda reportagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Dani,
      Bora planejar uma viagem para Minas em família!
      Beijão

      Excluir
  2. Que legal sua visão do passeio. Estivemos lá também neste março de 2016. Também fomos na Mina da Passagem. Quanto suor, trabalho e muito sofrimento esses mineiros passaram para enriquecer uns poucos de nossa coroa. Linda postagem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei com muita vontade de conhecer a mina de Passagem. deve ser fascinante.
      Abraços

      Excluir
  3. Nossa, Ouro Preto é tão pertinho de São Paulo que depois de todas essas dicas, acho que vou pegar um final de semana para ir conhecer. Obrigada pelo post inspirador :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. para quem mora em SP é barbada.
      Vale muito a pena conhecer.
      Abraços

      Excluir
  4. Legal! Visitei a Mina do Chico Rei e meus filhos também ficaram radiantes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adriana,
      Ouvi ótimo comentários da Mina do Chico Rei. Ficou para nossa próxima visita.
      Abraços

      Excluir
  5. meus pais visitaram essa Mina quando foram pra Ouro Preto, ficaram espantados com o negócio aheuahe coloquei na lista!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Angie,
      É bem estrutura e bacana de visitar.
      Não deixe de conhecer quando estiver em Ouro Preto.

      Abraços

      Excluir
  6. Ahhhh que delicia!!! Aqui no México temos muitas, muitas minas! Helo adora visitar-las, eu, fico com medo de nao dar conta de subir na volta.... hahahaha, idade né? Super legal! Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melissa,
      Essa que visitamos foi tranquilo, pois é plana, e sempre tinhamos a saída em vista.
      Beijos

      Excluir
  7. Quando eu li o título do post, achei que o sentido era só figurativo. haha Gente, que experiência bacana! Já adorava Ouro Preto, agora tô com mais vontade de ir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dayana,
      É uma mina de ouro de verdade.
      Foi um passeio que poderia ser considerada uma aula de história. Adoramos.
      Abraços,

      Excluir
  8. Adoro passeios recheados de história. Sou um pouco claustrofóbica, tenho medo de entrar em lugares tão fechados, mas acho que valeria o "risco" :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talita,
      Não é tão claustrofóbico quanto parece.
      Foi bem tranquilo.
      Abraços

      Excluir
  9. Muito legal conhecer essa Mina pelo seu post, ver as fotos... Minha claustrofobia não me permitiriam entrar, rsrs. Ja fui em Ouro Preto 4 vezes, pelo menos. Visitei apenas a Mina de Chico Rei, num dia de semana em baixa temporada, sem mais ninguém dentro. Preciso ver a saída livre ou não consigo entrar. Louco isso. :( Dei só uma espiadinha e sai rápido. rs
    A historia de Ouro Preto e linda, mas também muito triste, né?
    Parabéns pelo post! Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, que bom que gostou do post.
      Ouro Preto tem uma história incrível.

      Eu só conheci essa Mina, mas achei tranquilo de visitar. Em uma próxima visita, experimente conhecê-la.
      Abraços,

      Excluir

Booking.com
Viagens que Sonhamos © 2016 - Todos os direitos reservados.