1 2 3 4 5 6

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Como é alugar carro e dirigir em Porto Rico

Quem acompanhou nossa viagem para Porto Rico, viu que percorremos quase toda ilha em busca das melhores atrações e praias paradisíacas. Isso não seria possível, se não tivéssemos alugado um carro para nos acompanhar em parte dos dias que estivemos por lá.
Se você deseja conhecer um pouco mais do que Old San Juan, não pense duas vezes e reserve um carro para os dias que estiver em Porto Rico. A maioria das atrações são afastadas e sem carro não teríamos tido a oportunidade de conhecer tudo no nosso tempo e da nossa forma. Você até pode fazer alguns passeios contratando transporte de ida e volta, mas somando o custo, considerando mais de uma pessoa, não compensa. Além de ter um formato engessado, ou seja, eles te buscam no hotel e te deixam no local do passeio. Para você ter ideia, um translado até Fajardo onde acontece o tour de caiaque para ver a bioluminescência tinha um custo de $20 por pessoa. Considerando que estávamos em três pessoas, o valor seria $60. Esse valor é muito superior ao que pagamos por um dia inteiro de locação do carro. Esse é só um exemplo de como compensa alugar um carro.



Alugando carro com a Sixt |
Já saímos do Brasil com o carro alugado através da Sixt, empresa que já havíamos contratado em outras viagens e sempre ficamos satisfeitos. Recebemos o voucher por email juntamente com as orientações de como localizar a van que faz o translado à locadora, já que ela não fica dentro do aeroporto.
Foi muito fácil, pois o aeroporto é bem identificado. Assim que saímos do aeroporto localizamos a van que nos levou até a locadora. Em aproximadamente cinco minutos, estávamos na Sixt de San Juan, que na verdade fica em Carolina, mesma cidade do aeroporto internacional.

Apresentamos o voucher da reserva e aproveitamos para incluir o seguro de terceiros que não estava incluído e também o vale pedágio, chamado Auto Express ao custo de $ 6.95 por dia, pois o trajeto que faríamos até Rincón incluía passagem por rodovias pedagiadas, sendo que alguns locais, não tem possibilidade de pagamento em moeda.
O atendimento foi rápido e bastante claro, com o atendente nos explicando todos opcionais e nos deixando a vontade para decidir o que nos interessava ou não. Confesso que odeio locadora que fica empurrando serviços extras na hora de retirar o carro.
Alugar Carro em Porto Rico

Diferente da forma que retiramos os carros alugados em Miami e em Barbados, com a Sixt, em Porto Rico, o atendente nos mostrou as opções de carros disponíveis para que a gente pudesse escolher o que mais nos interessasse. Nossa reserva era de carro econômico, reservamos o carro mais barato, um Toyota Yaris, e alugamos um sedan Forte da Kia, com um porta malas enorme.
Alugar Carro em Porto Rico

Além do atendimento ser muito cordial, o espaço físico embora pequeno, era muito agradável. Há a disposição dos clientes, água em garrafinhas, café e barra de cereais. Mas o que eu achei fofo, foram os carrinhos para as crianças pequenas brincarem, enquanto os pais completam a locação. Primeira vez que vejo algo desse tipo em uma locadora de carros. Dodô amou. Pena, que já estava um pouquinho grande para se divertir com motocas.
Sixt

Após estar tudo ok com a parte burocrática, fomos levar as bagagens no carro e fazer a vistoria junto com o atendente da Sixt. O carro estava com apenas 350 milhas rodadas, cheirinho de novo e sem nenhuma avaria.
A devolução do carro ocorreu da mesma forma tranquila da retirada. No horário estipulado, estávamos na locadora. O atendente fez a vistoria e já estávamos prontos para ir embora. Para quem segue para o aeroporto, a Sixt oferece translado gratuito. Como iríamos ao porto para embarcar em um cruzeiro, eles chamaram um táxi.
A cobrança foi feita automaticamente no cartão de crédito que havia sido cadastrado no momento da retirada do carro, conforme os valores contratados.
Dirigindo em Porto Rico |
Em um primeiro momento, assim que saímos da Sixt, tivemos a impressão que continuávamos nos Estados Unidos, pois as semelhanças eram muitas. Sim, continuávamos nos EUA mas não no país continental e sim em uma ilha que é território livre americano, mas com características bem distintas.
A grande maioria das estradas por onde passamos eram excelentes, com mais de duas ou três pistas, e com vários pedágios.  Mas algumas, principalmente se afastando da região de San Juan, são pistas simples, com muitas sinaleiras.

Nós não tivemos problema algum para dirigir por lá. Acho que quem está acostumado em dirigir pelas estradas do Brasil, tira tudo de letra. Mas o que percebemos é que o modo de dirigir dos porto riquenhos é diferente.  Eles não costumam dar lugar para ultrapassar, não ligam o pisca, entre outros modos não recomendados de dirigir. Mas logo captamos o modo de dirigir deles e nos adaptamos a realidade. Afinal, estávamos de férias e não valeria a pena ficar estressado, estando em pleno caribe.
Como já mencionei acima, no momento da retirada do carro, contratamos o serviço de vale pedágio, então não tivemos problemas com os pedágios, onde não havia cabine para pagamento em dinheiro. Esse serviço é contratado a parte e tem valor único de cobrança por dia, conforme o número de dias da sua reserva.
Os postos de gasolina funcionam no sistema self service, como nos Estados Unidos. A única diferença é que o preço é em litro e não em galão, como lá. Pagamos em torno de $0.67 por litro de gasolina.

Outro ponto que vale a pena mencionar é em relação a estacionamento. Achamos muito fácil estacionar em Porto Rico, e a maioria dos lugares por onde passamos o estacionamento na rua era gratuito e seguro.
O único lugar que não compensa estar de carro alugado, é a região do Centro Antigo de San Juan, pois as ruas são estreitas e os prédios não oferecem estacionamento. E na região é uma delícia caminhar a pé, então você nem sentirá falta do carro. Para os outros passeios, o carro é muito recomendado, pois há muitos atividades bacanas longe de San Juan, como a região de Rincón, onde passamos quatro dias, o passeio para ver a bioluminescência em Fajardo, o Premium Outlets para quem quiser fazer compras, a visita a fábrica da Bacardi, entre outros locais interessantes para visitar na ilha. Para conhecer o nosso roteiro completo leia o post " Porto Rico | Roteiro de dez dias pelo Caribe Americano".


Para ver mais dicas e fotos de Porto Rico, siga nosso perfil no Instagram - @Fran_Agnoletto e a #ViagensqueSonhamosemPuertoRico
* Este não é um post patrocinado. A Sixt nos ofereceu um desconto no valor do aluguel de carro, mas o relato acima representa a nossa opinião sincera sobre o serviço e destino.
Quer reservar hotel em Porto Rico?
Use o banner localizado na lateral direita dessa página, ou esse link aqui. Reservando seu hotel através da nossa página você não paga nada a mais por isso, tem a garantia de menor preço do Booking.com e ainda fornece uma pequena comissão para o blog. Se preferir você pode reservar através desse link com a Hoteis.com.

21 comentários:

  1. Está nos meus planos conhecer o país, e definitivamente seguirei as dicas quando alugar um carro lá! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda,
      Porto Rico é um encanto e estar com carro alugado faz toda a diferença.
      beijos

      Excluir
  2. Ótimas dicas!!!! Adoro alugar carro quando viajo, acho que nos deixa mais livre para curtir melhor o destino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nós também. Estar com carro da muita liberdade. Nada como fazer tudo no nosso tempo.
      Beijos

      Excluir
  3. Porto Rico nunca tinha me chamado atenção, até vc começar a falar de lá. Estou realmente encantada e doida pra ir. =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aline,
      Porto Rico estava na minha mira faz tempo e só me surpreendeu. Amamos!

      Excluir
  4. Em alguns momentos estar de carro faz toda a diferença na viagem né? E, pelas fotos, achei as estradas bem bonitas tbm.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como todo lugar, tem estradas feias e bonitas, mas o importante é que estavam em ótimas condições. Isso sim, faz diferença.
      beijos

      Excluir
  5. Temos muita vontade de conhecer Porto Rico e quando chegar a hora já estaremos sabendo de todos os segredos pra alugar um carro por lá! Ótimo post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Itamar,
      Acompanhe por aqui, vem ainda muita dica de Porto Rico nos próximos meses!

      Excluir
  6. Ah, que fofurinha esses carrinhos para as crianças! Pelo que você falou, o atendimento parece ser 10! E esse vale pedágio, hein? Mão na roda total!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Day,
      Eu achei uma fofura esse carrinho para crianças. Amei!!

      Excluir
  7. Acho que optar por alugar um carro facilitou bem a viagem, né? Foi ótimo ler suas dicas e descobrir como dirigem por lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza. Não tinha como conhecer a ilha toda sem estarmos de carro.

      Excluir
  8. Dirigir em Porto Rico deve ser uma experiência incrível. Um destino que adoraria conhecer algum dia. E que carrão vocês escolheram ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O carrão foi pura sorte mesmo. Nossa reserva era de um carro econômico, pois sempre optamos pelas tarifas mais baratas.
      Economizar para poder viajar mais kkkkk

      Excluir
  9. Gostei da Sixt, parece ser super tranquilo e seguro alugar carro com eles, uma boa referência pra quando estivermos fora do país.
    Porto Rico deve ser a coisa mais linda! Vou ler os outros posts.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paula,
      Somos super fãs da Sixt. Já alugamos várias vezes e sempre ficamos satisfeitos.

      Excluir
  10. que bom que em Porto Rico dirigem do lado certo da rua aheuaheua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkk, os britânicos diriam que quem dirige no lado certo são eles.

      Excluir
  11. Bom dia!

    Muito bom, amei. Aliás, sempre visito suas postagens e admiro muito, meus parabéns!
    Continue sempre assim...

    Bjos,
    Karine Alves Lima
    Colaboradora do portal: http://salariominimo.eco.br/

    ResponderExcluir

Booking.com
Viagens que Sonhamos © 2016 - Todos os direitos reservados.