1 2 3 4 5 6

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Santa Catarina com criança, visitando o Parque Beto Carrero

Mais um relato para a tag Viajando com o Leitor. Quem participa hoje, contando as aventuras de sua família em Santa Catarina é a Angélica Figueiredo. Obrigada Angélica, por compartilhar com a gente seu roteiro.

"Viajamos para o Beto Carrero em Nov/2014 e aproveitamos para conhecer um pouco mais de Santa Catarina, pois só conhecíamos Florianópolis. Ficamos uma semana.
Dividimos a hospedagem: 4 noites em Penha, na Pousada Pedra da Ilha, que fica a 5 km do parque, e 3 noites no Mercure, em Balneário Camboriú,  A reserva da Pedra da Ilha foi feita direto com a pousada, por telefone, para aproveitar o pacote de hospedagem + ingressos. A reserva do Mercure foi feita pelo site Le Club da Accor.
As passagens foram compradas em uma promoção da GOL: RJ-Santos Dumont para  Navegantes, com conexão em Congonhas.
A reserva do aluguel do carro foi feita no site da Hertz, utilizando o desconto de 10% da Multiplus. Pela 1ª vez optamos por usar o seguro do cartão de crédito, e o preço da locação caiu quase pela metade. O problema é que a Hertz não faz somente o seguro de terceiros, que o cartão não cobre, só descobrimos isso na hora, então recomendo outra locadora que tenha esta opção.  *Pelo o que eu sei nenhuma locadora cobre.*
1º DIA - CHEGADA EM PENHA
Chegamos no aeroporto de Navegantes na hora do almoço de domingo, retiramos o carro na Hertz e seguimos para a Pedra da Ilha, distante uns 19 km. Aproveitamos o restante do dia na pousada: piscina, praia e parquinho para as crianças. Fomos eu, marido, filho de 3 anos, e uma amiga com a filha de 4 anos e a mãe, o que animou ainda mais a viagem.
Almoçamos neste dia no Restaurante Praia Alegre, jantamos todos os dias na pousada, gostamos da comida e da comodidade. No fim da tarde, sempre que dava, parávamos na Padaria Belmar para um café, chocolate, pãozinho... 










2º e 3º DIA – BETO CARRERO 
Fomos 2 dias ao parque, na segunda e na terça. Realmente não dá tempo de conhecer os brinquedos e ver todos os shows em um dia. Estava super vazio, era a primeira segunda-feira que abria desde julho, de agosto a outubro o parque não abre todos os dias. Então fica a dica de uma data com parque mega vazio: primeira segunda-feira de novembro. 

No primeiro dia começamos pelo teleférico, para ter uma visão geral do parque, e de lá fomos para os brinquedos. Passeamos de trem, o DinoMagic, que funciona de 10:30 às 17:30, e assistimos os seguintes shows:
  • 13h – Velozes e Furiosos Show: Foi o que nosso filho mais gostou em todo o parque. Incrível.
  • 17h – Parada Mágica – Desfile dos Personagens: Um bom lugar para assistir é na esquina do Zoo com a Área Madagascar.
No dia seguinte, repetimos alguns brinquedos e assistimos os outros shows:
  • 12h – Excalibur – Duelo entre cavaleiros medievais. Pago à parte, tem que comprar o ingresso logo na entrada do parque. Inclui o almoço.
  • 14h – Madagascar Circus Show – inspirado no filme Madagascar.
  • 15h – Blum – Show de cores e acrobacias imitando o fundo do mar.
Gostamos de todos os shows, muito bem produzidos. Os horários constam no mapa do parque, é só pedir um na entrada. Os acessos são liberados com 30 minutos de antecedência. 









Show Velozes e Furiosos


Parada Mágica
Madagascar Circus Show


Para tirar fotos com os personagens é só ficar atento aos horários e locais, são várias apresentações por dia, com duração de 15 minutos:
  • Kung Fu Panda – No Chapéu Gigante
  • Shrek e sua turma – Na Vila Germânica
  • Madagascar – Na Área Madagascar
  • Megamente e MetroMan – pelo parque, encontramos logo na entrada, no 2º dia.
A nossa avaliação final do parque foi ótima, um excelente custo x benefício, tanto pra crianças quanto para os adultos. Adoramos!

4º DIA – BLUMENAU e POMERODE
Saímos de Penha logo de manhã rumo a Blumenau, de carro a distância é de aprox. 60 km.

Conhecemos a Vila Germânica, onde acontece a Oktoberfest, e tem vários restaurantes e lojas. Tiramos fotos, fizemos umas comprinhas, e seguimos para o Museu da Cerveja. Esse eu não indico, achei sem graça. 


De Blumenau para Pomerode foram mais 33 km. Conhecida como a cidade mais alemã do Brasil, a cidade é uma graça, vale a pena passar um dia inteiro, ou até pernoitar.
Almoçamos no Restaurante e Confeitaria Torten Paradies, super indico. De lá seguimos para o Zoo Pomerode, motivo da nossa visita. O zoológico não é tão grande, foi o primeiro da região sul, mas tem uma boa variedade de espécies e os animais são bem cuidados e ativos. Brincávamos que os animais “vinham nos cumprimentar”. 












Saindo do zoo fomos para a Vila Encantada, que fica ao lado, um parque muito legal para crianças, com dinossauros, brinquedos, interatividade... Destaque para o brinquedão onde adultos e crianças podem brincar juntos, meu filho achou o máximo, e nós voltamos a ser criança. Tivemos sorte de ver a exposição “O Mundo dos Dinossauros”, de dinossauros robóticos com movimentos e sons, que vai até o dia 31/12/2014. O parque funciona de quarta a domingo.









Antes de voltar, fomos comprar chocolate na loja da Nugali, estávamos procurando a visita guiada na fábrica, mas não tem para turistas. O retorno de Pomerode para Penha foi de aprox. 80 km.

5º DIA - BALNEÁRIO CAMBORIÚ
Trocamos de hotel, deixamos a pousada Pedra da Ilha e fomos para o Hotel Mercure, em Balneário Camboriú, uns 36 km de carro. O hotel fica na orla (Av. Atlântica) e tem ótima localização. 
Como o quarto ainda não estava pronto, deixamos as malas na recepção e fomos para o Parque Unipraias. Deixamos o carro e fomos de Bondindinho, ônibus que circula pela orla, de ponta a ponta. Pegamos um mapa na recepção, é bem fácil andar por lá.
Tem um parquinho bem legal em frente à Estação Barra Sul, ponto final do Bondindinho e ponto de partida do Bondinho do Unipraias. Almoçamos antes de subir, no Restaurante Vikings, que fica no 2º andar, pois na estação intermediária não tem restaurante, só na Praia de Laranjeiras.
Bondindinho – vai pela Av. Atlântica e volta pela Av. Brasil


Parquinho em frente à Estação Barra Sul




Estação Barra Sul, ponto de partida do Bondinho.
Na Estação Mata Atlântica (intermediária), tem um mirante, um parquinho pequeno (meu filho não pode ver um parquinho, rs) e a entrada das atrações: Youhooo!, que é um trenó que desce pela mata (mínimo de 1,10m de altura), e ZipRider, uma tirolesa que faz quase o mesmo percurso do bondinho da foto abaixo (altura mínima de 1,35m). Não vi ninguém com coragem para descer nessa tirolesa, é só para os fortes, rs. 
Descida da Estação Mata Atlântica para a Estação Laranjeiras (Praia de Laranjeiras)
Ah, outra dica é não esquecer a roupa de praia, levar protetor solar, etc., já que a estação final é na Praia de Laranjeiras. E ficar de olho nos últimos horários de retorno do Bondinho, para literalmente não perder o bonde.
Jantamos pertinho do Mercure, ficamos curiosos pelo rodízio de bife e de pizza do Restaurante Oficina do Sabor Praia, e aprovamos.


6º DIA – CHUVA
Fomos de carro até a Praia dos Amores e Praia Brava, mas estava chovendo e voltamos para o hotel. Mais tarde fomos ao Balneário Camboriú Shopping.

7º DIA – PRAIA DE BOMBINHAS 
No sábado fomos conhecer a Praia de Bombinhas, eleita umas das praias mais bonitas do Brasil segundo o Tripadvisor. De Balneário Camboriú até lá são aprox. 37 km.
A praia é linda e ótima para crianças, tem aluguel de stand up, caiaque e pedalinho. Almoçamos no Restaurante Costa Esmeralda, que era o mais próximo, pé na areia. Deve ter outros melhores, mas para o básico atendeu bem. 




À noite, jantamos no Restaurante Madero em Balneário Camboriú, realmente o hambúrguer é um espetáculo, bom chegar cedo porque tem fila na porta."
Obrigada Angélica!!! Teu relato me fez morrer de vontade de levar o pequeno para conhecer o Beto Carrero.

Para ler mais sobre o Beto Carrero e outros passeios na região, veja os posts:
*"Beto Carrero World | Onde se hospedar, como chegar e outras dicas práticas para conhecer o parque"
*"Beto Carrero World | Visitando o melhor parque da América Latina"
*"Beto Carrero World | Roteiro de dois dias com criança pelo parque"
*"Excalibur, o almoço temático do Beto Carrero World"
*"Parque Unipraias | Diversão e belas paisagens em Balneário Camboriú"
*"Balneário Camboriú | Muitas praias e diversão para curtir em família"
Procurando hotel em Santa Catarina?
Use o banner localizado na lateral direita dessa página, ou esse link aqui. Reservando seu hotel através da nossa página você não paga nada a mais por isso, tem a garantia de menor preço do Booking.com e ainda fornece uma pequena comissão para o blog.

19 comentários:

  1. Adorei as dicas! Quero um dia poer levar meu filho e curtir tb, pois adoro um parque... kkkkk
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Leva seu pequeno sim Francine, ele vai amar e vocês também. O meu vive pedindo pra voltar. Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Oie muito bom este seu relato. Ajuda bastante. Pretendo ir em novembro deste ano e queria saber como é o clima. Dá para aproveitar alguma praia ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aize,

      É bem provavel que sim!!!! Novembro já costuma ter dias quentes!
      Nós iremos em outubro!!! Acompanha a gente que terão muitas dicas novas!!

      beijão

      Excluir
  4. ola..obrigado pelas dicasm eu estava na duvida se iria dois dias pro parque ou nao. mas vou dois dias mesmo rs valeu bjos

    ResponderExcluir
  5. Adorei seu post, estou querendo levar minha filha no Beto Carrero e aproveitar para fazer outros passeios. O único problema é que pretendo ir em Julho...alguma recomendação de passeios na região nesta época??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Giuliane,
      Em julho a tenência é que seja frio. Embora que o tempo está louco demais e praticamente impossível de se prever com antecedência.
      Se pegarem dias de sol, talvez dê para ir para a praia, mas a água do mar será gelada de qualquer maneira. Aproveite para conhecer Balneário Camburiú, Pomerode, Blumenau.
      Vc viu os outros posts sobre o Beto Carrero? Tem bastante material no blog.

      Beijos

      Excluir
  6. Oi, amei as dicas. Estou planejando um viagem para Penha em agosto (Beto Carrero). Será que o tempo estará bom?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, não se preocupe com o tempo. Nós visitamos o parque em dia de chuva e mesmo assim conseguimos aproveitar muito.
      Agosto costuma ser frio, mas com tempo seco.

      Beijos

      Excluir
  7. Muito legal seu post, gosto muito do Beto Carrero, frequento desde que era adolescente!!
    Esse ano levei meu filho pela primeira vez, ele amou!!
    Ficamos na Casa Mirian Santa Catarina em Penha mesmo, muito perto do parque e ainda deu para dar uma pesseada na praia.
    Contratei o serviço de traslado deles também, me ajudou muito. Tudo muito aconchegante e com preço justo

    ResponderExcluir
  8. Visite também: Pousada Riviera Bombinhas. Seu próximo destino, conforto, lazer e comodidade na mais bela praia de Santa Catarina.

    http://www.pousadarivierabombinhas.com.br

    ResponderExcluir
  9. Adoreei as dicas.
    Março é um mês bom de ir?
    Quanto em media precisa juntar $ pra ir? Pois não tenho muita ideia de valores e gostaria de conhecer e poder aproveitar um pouquinho de cada lugar.
    Desde já agradeço!

    ResponderExcluir
  10. Cheia de encantos e magias, indico a praia do Rosa será o melhor cenário para celebrar a chegada de 2017

    ResponderExcluir
  11. Indico a Praia do Rosa, como umas das praias mais belas do Brasil e mais procurada por turistas no final do ano.

    ResponderExcluir
  12. Indico a Praia do Rosa para quem prefere águas mais calmas, há uma lagoa de água salgada que é uma ótima opção para se refrescar no calor do verão, principalmente para quem tem crianças. Entre as atividades é possível praticar stand up paddle, andar de caiaque, windsurf e outras atividades aquáticas.

    ResponderExcluir
  13. a bela praia do Rosa tem o cenário formado por costões, areias claras, mar azul, ondas e uma lagoa de água salgada que serve de refúgio para quem viaja com crianças.

    ResponderExcluir
  14. Sabores de diversas cozinhas do mundo se encontram na Praia do Rosa. Uma característica, porém, é comum em todas as cartas: os frutos do mar são os destaques, sempre servidos com toques exóticos e que fazem toda a diferença. Os restaurantes espalham-se pela Estrada Geral do Rosa e pelo Caminho do Alto do Morro.

    ResponderExcluir
  15. A preservação da natureza dá charme especial a Praia do Rosa. A maioria das pousadas segue práticas sustentáveis (muitas ficam em terrenos com mata nativa e têm vista para o mar). O centrinho pode ser explorado a pé, e várias trilhas desembocam na areia. Há dois acessos para carro, o Rosa Norte e o Rosa Sul. No inverno, chegam as baleias-francas, que podem ser vistas da praia ou em passeios de barco.

    ResponderExcluir

Booking.com
Viagens que Sonhamos © 2016 - Todos os direitos reservados.