29 novembro 2016

Visitando Ayutthaya, Patrimônio Mundial da Humanidade, na Tailândia

Fundada no século XIV, Ayutthaya já foi capital da Tailândia e naquele tempo era um ponto internacional de grande importância nas atividades comerciais na Ásia. 
Ayutthaya é um dos destinos mais procurados para passeios bate-volta a partir de Bangkok, pois está localizada a apenas 80km da atual capital tailandesa. E o passeio, na minha opinião é imperdível. Uma ótima oportunidade de conhecer mais sobre a história do país, visitando os templos e ruínas que possuem o título de Patrimônio Mundial da Humanidade desde 1991.


Ayutthaya foi fundada em 1350, e foi a capital do Reino de Sião por 400 anos. Em 1767, a cidade foi saqueada e completamente destruída pelos exércitos da Birmânia. Foi então que a capital transferiu-se para Bangkok.
As marcas da invasão estão por todos os lados, nas ruínas das construções e também na decapitação das estátuas de Buda. Impossível não se emocionar com tantas imagens decapitadas.

Como chegar à Ayutthaya |
Existem várias maneiras de você chegar até Ayutthaya. As maneiras mais comuns são de trem, de van, de tour ou com um motorista particular.
Depois de muito pesquisar, havia decidido ir à Ayutthaya de van, pois até então considerava o melhor custo benefício X comodidade. Existem vans que saem de Victoria Station, em Bangkok com direção à Ayutthaya diariamente, ao custo de 70 THB por pessoa. Outra opção bastante cômoda seria um tour de agência, com transporte incluído, que estava custando 600 THB por pessoa.
Mas chegando lá, a não ser que você saia de Bangkok com um tour fechado ou motorista, você terá que contratar um transporte para visitar as ruínas, já que elas ficam afastadas umas das outras. A melhor opção seria contratar um tuk tuk, ao custo de 700 THB por aproximadamente 4 horas.
Como eu comentei acima, saímos do hotel com a intenção de pegar um táxi até Victoria Station e de lá seguir de van, mas em frente ao hotel, fomos abordados por vários motoristas de táxi e quando dissemos que iríamos à Ayutthaya, não nos largaram mais tentando fechar o passeio. Após muito negociar, fechamos aproximadamente 6 horas de passeio por 1550 THB, o que foi excelente já que teríamos o conforto do carro (ar condicionado é vida na Tailândia) e a comodidade de sair e chegar direto no hotel.
#Dica: Nunca aceite o primeiro preço. Eles já esperam a negociação e super inflacionam o primeiro valor. O preço inicial da negociação foi 3000 THB.
O que visitar |

Se você tiver tempo e paciência pode ficar vários dias visitando e percorrendo os vários templos e ruínas de Ayutthaya, mas se você assim como nós, visitar Ayutthaya durante um bate e volta a partir de Bangkok, concentre-se em montar um roteiro que leve em torno de quatro horas de visitação.
Após pesquisar eu selecionei seis locais para visitação: Wat Chaiwatthanaram, Wat Yai Chaya Mongkol, Wat Phanan Choeng, Wat Mahathat, Wat Phra Sri Sanphet e Wat Lokayasutha. Como você já deve ter percebido, a palavra tailandesa Wat, significa templo.
Os tickets de entrada custam entre 20 e 50 THB e alguns possuem acesso gratuito.

Wat Chaiwatthanaram: Construído pelo Rei Prasat Thong, era utilizado para realizar cerimônias reais e também cremações de pessoas ligadas a família real.

Wat Yai Chaya Mongkol: O destaque são os Budas alinhados, vestidos com faixas amarelas, e também a grande escadaria que leva até a sua torre, onde é possível apreciar a beleza do complexo.



Wat Phanan Choeng: Foi o local onde encontramos uma verdadeira multidão e talvez por isso, não tenhamos curtido tanto a visita. O destaque é um Buda sentado com 19 metros de altura, que é idolatrado pelos tailandeses.

Wat Mahathat: Um dos locais mais fotografados de Ayutthaya, é no Wat Mahathat que você encontrará a cabeça de Buda entre as raízes de uma árvore, além de vários Budas decapitados. O local impressiona.

Algumas placas orientam os visitantes quanto a postura junto às imagens. Ao posar para fotos, posicione-se de maneira que a sua cabeça sempre esteja em um nível abaixo da cabeça do Buda e nunca posicione-se de maneira a colocar a sua cabeça no local onde ficariam as cabeças dos Budas decapitados.

Wat Phra Sri Sanphet: Passear pelas ruínas do  Wat Phra Sri Sanphet, me lembrou muita as ruínas das Missões Jesuíticas gaúchas, obviamente cada uma no seu tempo (lembre-se, o Brasil foi descoberto apenas em 1500) e na sua proporção. Esse templo ficava dentro da área do Palácio Real e era o templo mais importante de Ayutthaya. O local  faz parte do Parque Arqueológico de Ayutthaya.


Wat Lokayasutha: É onde você encontrará a imagem de Buda deitado com 8 metros de altura e 42 metros de comprimento. O local é fácil de identificar da estrada, mas só se aproximando para perceber a imensidão da imagem.



#Dica: Os locais não exigem vestimentas adequadas mas recomenda-se respeito. Muitos dos locais visitados são considerados locais sagrados pelos nativos. Faz muito calor, portanto abuse de roupas frescas e chinelos ou sandálias.
Como eu já comentei acima, considero Ayutthaya um passeio imperdível para quem visita Bangkok. Além de ser um local muito bonito, é importante para conhecermos um pouco mais da história do país.



Para ver mais fotos, siga nosso perfil no Instagram - @Fran_agnoletto e a #ViagensqueSonhamosNaTailandia
Outros posts sobre a Tailândia:
* Bangkok | Roteiro de quatro dias, com dicas de passeios, locomoção e hospedagem
* Bay View Resort | review de hospedagem em Koh Phi Phi
* Tailândia com criança | Como montar roteiro de 12 dias que agrade a família inteira
* Onde comprar chip de internet e telefone na Tailândia
* Ásia com criança | Roteiro de 30 dias conhecendo Tailândia, Cingapura e Indonésia
* Maya Bay | Ainda é possível visitar esse lugar paradisíaco sem muvuca
* Passeio de lefante na Tailândia | Nossa experiência em Ao Nang
* Koh Phi Phi | Roteiro de quatro dias para aproveitar o melhor da ilha
* Railay Beach | Muito mais que uma praia bonita
Quer reservar hotel na Tailândia?
Use o banner localizado na lateral direita dessa página, ou esse link aqui. Reservando seu hotel através da nossa página você não paga nada a mais por isso, tem a garantia de menor preço do Booking.com e ainda fornece uma pequena comissão para o blog.

17 comentários:

  1. Ai que vontade! Adorei as fotos! que vontade de sudeste asiático e seu post me deu ainda mais vontade. Abraços

    ResponderExcluir
  2. Amei as dicas. Sou doido para conhecer a Tailândia, que por si só é maravilhosa, né?

    ResponderExcluir
  3. Fran... obrigada pelas dicas, em muito breve estarei por lá!!! ;)))
    bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obaaaaa,
      Se precisar de alguma coisa, pode me chamar!!

      Excluir
  4. Novamente: que vontade de visitar. e Uau, código de conduta para fotos: acho ótimo, acho justo. Considerando o tanto de gente sem noção e sem respeito, para turistificar alguns espaços é preciso mesmo educar o visitante. :) Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade,
      Não custa lembrar e avisar, que respeito é sempre bom!

      Excluir
  5. Fran, adorei as dicas!! Pretendo conhecer Ayutthaya ano que vem e já estava pesquisando informações. Esse post caiu como uma luva!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi,
      Qualquer coisa que precisar, pode me chamar!
      Beijos

      Excluir
  6. Que lugar incrível hein? Super passeio de um dia!

    ResponderExcluir
  7. OLá! Será que seria possível fazer o passeio do mercado flutuante de manhã e após fazer Ayutthaya a tarde, no mesmo dia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, até da, mas eu acho bastante corrido! Ayutthaya tem muita coisa para ver.

      Excluir
  8. Olá Francine.. você fez essa viagem em 2016? só para eu ter uma noção de valores!

    ResponderExcluir

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Pesquise aqui qualquer conteúdo do Viagem que Sonhamos, tecle enter