1 2 3 4 5 6

segunda-feira, 21 de março de 2016

Railay Beach na Tailândia | Muito mais que uma praia bonita

Railay é mais uma das lindas praias da Tailândia, banhadas pelo mar de Andaman, que pode servir de base para outros passeios na região e também como ponto de partida para a famosa Koh Phi Phi. Incluir Railay no nosso roteiro pela Tailândia, foi um grande acerto. Depois de muito ler e pensar, decidi riscar Phuket da nossa lista de destino, mas daí a dúvida caiu sobre Ao Nang ou Railay. Qual seria o melhor ponto de hospedagem para conhecer a região e seguir para Koh Phi Phi? Optei por Railay e tenho certeza que fiz a escolha certa.
Railay esta localizada em uma península rodeada de mar com uma tonalidade impressionante de verde e montanhas rochosas que tornam o local muito atrativos para escaladores. Railay conta com mais de 300 vias de escalada, tornando o local visita obrigatória para os aventureiros e também para as familias que buscam a tranquilidade do local e suas belíssimas praias com faixa de areia extensa.
A área da península é bastante estreita e você caminha de um lado a outro, em poucos minutos. Esqueça carros, tuk tuk e o agito de Bangkok, em Railay predomina a tranquilidade, e todos os passeios são feitos a pé ou de barco.


Como chegar |

Embora Railay não seja uma ilha, e sim uma península, a única maneira de chegar até o local é através do mar.
Claro que o roteiro vai depender do seu ponto de partida. Nós chegamos em Railay vindos do aeroporto de Krabi, e isso incluiria um transfer de carro até a cidade e de lá para Railay.
Nós optamos pela maneira mais prática e aceitamos o transfer oferecido pelo hotel. Pagamos 1500 THB antecipadamente ao hotel e quando chegamos no aeroporto, uma van estava nos esperando para nos levar até Krabi, onde o hotel possui um escritório junto ao píer da onde saem os barcos privativos (15 minutos de barco).

Se você preferir uma alternativa mais econômica, pode ir de ônibus do aeroporto até o píer e de lá contratar um barco para o trajeto marítimo. Se já estiver em Ao Nang, é só se deslocar até a beira da praia e contratar o barco. O trajeto Ao Nang - Railay em barco long tail custa 200 THB por pessoa.

É bastante fácil contratar translados por lá. Não se preocupe se não encontrar informações antecipadamente. Mesmo no aeroporto, no píer, hotéis ou agências pela cidade, todos vendem translados privativos ou em grupos ou passeios.
Onde ficar |
O melhor local para ficar hospedado em Railay é no lado West, onde a praia é paradisíaca enquanto que no lado East a maioria dos barcos ficam atracados. Se você procura preço baixo, o lado East será a melhor opção, pois lá os hoteis são mais baratos, mas lembre-se que para aproveitar a praia você terá que caminhar até o lado West ( aproximadamente 5-10 minutos de caminhada).
O melhor hotel é o Rayavadee, e a localização dele é excelente, com parte do hotel na praia do lado West e outra parte na praia de Phranang, mas infelizmente estava fora do nosso orçamento.
Depois de muito pesquisar optamos em ficar no Sand Sea Resort. A localização é excelente, quase no meio da praia do lado West, que é o mais bonito, próximo ao centrinho e aos outros hotéis e restaurantes, o serviço muito bom e as instalações super agradáveis.
Leia "Sand Sea Resort | Review de hospedagem em Railay Beach" para conhecer todos os detalhes de como foi a nossa hospedagem no hotel. Para ver disponibilidade e tarifas para o período da sua viagem, clique aqui.
Roteiro |
Dia 01: Após fazer o trajeto do aeroporto até Railay com o transfer contratado no próprio hotel, chegamos no final da tarde em Railay. A primeira vista do mar de Andaman, mar que banha essa região sul da Tailândia, é emocionante. O tempo estava nublado, mas mesmo assim a cor da água é linda. Após estarmos acomodados no hotel, seguimos para a beira da praia conhecer as belezas do lugar. Railay West tem uma das vistas mais lindas do local. A praia com o mar verde, os barcos atracados e os paredões altos, formam um cenário paradisíaco, digno de cartão postal.

Jantamos no restaurante do hotel e provamos a especialidade do local para o jantar: churrasco de frutos do bar, que é oferecido em quase todos restaurantes. Uma grande mesa com gelo e frutos do mar, fica posicionada na beira da praia. Você escolhe o que deseja comer, e como deve ser preparado, e paga por peso. Algumas opções de acompanhando estão a disposição como batatas assadas, milho, vegetais, entre outros. provamos um peixe e estava delicioso.


Dia 02: Tomamos um delicioso café da manhã com vista para o mar e alimentados seguimos em direção a Phranang Beach, pela trilha na direção ao lado East de Railay. Railay é bastante estreita e você atravessa a península de um lado a outro em aproximadamente 10 minutos de caminhada, na maioria das vezes por dentro dos hotéis. A trilha é toda pavimentada e vai beirando a caverna. pelo caminho encontramos muitos macacos.





Na caverna muitas pessoas fazem escalada, já que Railay é um dos locais mais procurados por escaladores. Se você pretende escalar, nos hotéis ou agências você encontra pacotes de passeios com o objetivo de escalar. Não era nosso caso, e nós preferimos ficar somente observando os corajosos.


Há também várias homenagens à deusa da fertilidade em Phranang Cave. Os pescadores tailandeses acreditam que nessa caverna há o espírito de uma princesa, e como forma de oferenda, eles deixam essas imagens para agradar o espírito dela. Muitos casais costumam acreditam que seja uma forma de dar uma força a cegonha, e o local é bastante visitado por quem tem dificuldade de engravidar.


Chegamos em Phranang e a praia ainda estava deserta, mas logo começaram a chegar vários barcos de excursões que fazem o tour das "4 Ilhas", que não verdade são três, pois Phranang, não é uma ilha e sim uma praia visita a Railay West.Eu comecei a ficar incomodada com a grande quantidade de barcos de excursão chegando e resolvemos voltar para a calmaria de Railay West. 


Alugamos um caiaque triplo (300 THB) no hotel e saímos para conhecer as ilhotas próximas. Adoramos o passeio. Existem algumas prainhas privativas nas ilhas, que são deliciosas para o banho de mar.


Almoçamos no restaurante do hotel e depois fomos caminhando até Tonsai beach, já que a maré estava baixa e era possível ir caminhando pela beira da praia, e ficamos por lá aproveitando a tarde.

O final da tarde e por do sol em Railay West é encantador. A maré fica baixa e é uma delícia ficar admirando o final da tarde do deck do hotel.

Dia 03: Nós queríamos muito fazer um passeio para as ilhas próximas. Os passeios mais comuns para quem está em Railay ou Krabi são os tours chamados "Quatro Ilhas", que na verdade são três ilhas e a praia de Phranang e o tour para Hong Island. Depois de ler vários relatos optamos em fazer o passeio para Hong Island.


Negociamos com os barqueiros que ficam na beira da praia e pagamos 3.000 THB por um long tail privativo só para nós. As agências locais vendiam o mesmo passeio em speed boat, para passeios em excursão, ao custo de 1500 THB por adulto e 1200 THB por criança, com almoço incluído. Além de pagar menos por um barco só para nós, preferimos a tranquilidade de fazermos o passeio sozinhos, sem a muvuca dos grupos.

O trajeto até a ilha demora quase uma hora. Chegando lá, o barco entra entre as rochas e o cenário que avistamos era inexplicavelmente lindo: uma grande lagoa, rodeada dos paredões das rochas e somente alguns barcos que chegaram antes do nosso. Uma paz! 

É impossível resistir a se jogar na água e nadar no mar verde com temperatura muito gostosa. 


Aproveitamos um pouco e voltamos ao barco para seguir o passeio em direção à Hong Beach, do outro lado da ilha. Paga-se 300 THB por adulto para ficar na praia, pois a área é considerada parque nacional.

O barco atraca em uma espécie de píer flutuante, onde é feita a cobrança da taxa, e onde os barqueiros ficam aguardando os turistas. Como contratamos um barco só para nós, pudemos aproveitar o tempo que quiséssemos na praia.

A praia é maravilhosa: água verde, transparente, cheia de peixinhos e peixões coloridos que eram possível de serem vistos de até de fora da água.



O local tem um pequeno bar, banheiros, mesas de piquenique e um painel com homenagem as visitas do tsunami de 2004.

Ficamos duas horas aproveitando a praia e voltamos ao barco para retornar à Railay.
Durante a tarde aproveitamos a piscina do hotel e apreciamos o por do sol na beira da praia.
Bastante próximo ao Sand Sea Resort, caminhando a direita, tem um local chamado "Walking Street", que é uma espécie de centrinho do local, com alguns restaurantes, mini mercado, agência de viagem e bares. 

Ali em frente, na beira da praia, um dos bares coloca uns tapetes na beira da praia, com lamparinas, criando um cenário lindo para curtir a noite. Aproveitamos e jantamos alí, sentados na beira da praia, curtindo apenas a lua e as estrelas.

Dia 04: Na noite anterior, compramos o ticket de ferry para Koh Phi Phi, em uma das agências do "Walking Street". Tomamos café da manhã no hotel, fizemos check out e seguimos para a beira da praia esperar o ferry. Como não existe píer em Railay, todos passageiros ficam esperando com suas bagagens na beira da praia, como se fosse uma rodoviária. Chega a ser engraçado. Às 9h45min todos embarcam nos longtails, que levam os passageiros até o ponto em alto mar, onde o ferry aguarda a todos. 
E daí, é literalmente pular para dentro do ferry, para seguir viagem até outro paraíso: Koh Phi Phi. Leia "Koh Phi Phi | Roteiro de quatro dias com dicas práticas para aproveitar o melhor da ilha"para conhecer todos os detalhes da nossa passagem por lá.
O que não pode ficar de fora do seu roteiro |
* Aproveitar a praia e curtir o visual de Railay West



* Andar de caiaque pelas ilhotas próximas

* Conhecer Phranang Cave
* Apreciar o por do sol em Railay West
* Acompanhar os escaladores pelas montanhas rochosas que se aventuram inclusive durante a noite
* Banho de mar no mar de Andaman

Quanto custa?

A viagem foi feita em novembro de 2015 e os preço sindicados são em Baths, a moeda local.
Transfer privativo aeroporto Krabi - Railay: 1500 THB
Transfer de ferry para Koh Phi Phi: 450 THB adulto e 225 THB criança
Barco privativo para Hong Island: 3000 THB
Taxa de Turismo em Hong Island: 300 THB por adulto (criança não paga).
Hotel: 3.500 THB a diária no Sand Sea Resort. Leia "Sand Sea Resort | Review de hospedagem em Railay Beach"para saber todos os detalhes de como foi a nossa hospedagem no hotel.
Aluguel de caiaque triplo: 300 THB por hora
Em Railay predominam os restaurantes dos hoteis, que na grande maioria também são abertos aos não hóspedes. A maioria das refeições nós fizemos no restaurante do hotel onde estávamos hospedados, o Sand Sea Resort. Próximo ao hotel, existe uma espécie de centrinho com algumas poucas opções de restaurantes, pizzaria e local que serve lanches.
Fish & Chips: 300 THB

Massa com camarão: 220 THB

Camarão Tempura: 220 THB



Posts sobre a Tailândia:
* Bangkok | Roteiro de quatro dias com dicas de passeios e hospedagem
* Bay View Resort | review de hospedagem em Koh Phi Phi
* Tailândia com criança | Como montar roteiro de 12 dias que agrade a família inteira
* Onde comprar chip de internet e telefone na Tailândia
* Ásia com criança | Roteiro de 30 dias conhecendo Tailândia, Cingapura e Indonésia
* Maya Bay | Ainda é possível visitar esse lugar paradisíaco sem muvuca
* Passeio de elefante na Tailândia | Nossa experiência em Ao Nang
* Bamboo e Mosquito Island | Um passeio para visitar as duas ilhas
* Koh Phi Phi | Roteiro de quatro dias com dicas práticas para aproveitar o melhor da ilha
* Sand Sea Resort | Review de hospedagem em Railay Beach
Procurando hotel em Railay Beach?
Use o banner localizado na lateral direita dessa página, ou esse link aqui. Reservando seu hotel através da nossa página você não paga nada a mais por isso, tem a garantia de menor preço do Booking.com e ainda fornece uma pequena comissão para o blog. Lembrando que a maioria da reservas são com cancelamento gratuito. Você pode reservar para garantir o preço, e continuar acompanhando as reservas. Se achar uma oferta melhor de outro hotel, é só cancelar a reserva, sem custo, online.

22 comentários:

  1. Fran, que post lindo! Eu sempre fico babando nas suas fotos da Tailândia! Adorei o relato! Super completo! As imagens conseguiram passar uma ideia bem realista do lugar. Em geral, vemos apenas fotos da praia. Gostei de ver, por exemplo, a foto do pessoal com malas na praia... Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  2. Gente do céu, que post mais convidativo!!! Eu nunca tinha cogitado a Tailandia na minha vida de "pata de perro", mas , ela está se tornando muito interessante!!! Muito bacana, parabéns, super completo!

    ResponderExcluir
  3. Poxa, desejei essas suas férias hein? E adorei a decoração das comidas, com essas rosas. :) Que mimo.

    ResponderExcluir
  4. Como funciona se tivermos uma mala de uns 20 kg em Railay Beach! Tem alguém para carregar? Ou voicê recomenda fortemente levar pouquíssima coisa? Chegaremos lá vindo de bkk, siem reap e chiang mai...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline,
      Nós viajamos com uma mala de 23 KG e foi bem tranquilo. na chegada contratamos transfer do hotel e os funcionários levaram nossas malas até o quarto.
      Na volta pegamos o ferry para Phi Phi da praia mesmo e o s próprios barqueiros colocavam as bagagens nos barcos, mas meu marido ficava de olho auxiliando.
      Pode ir traqnuila.

      Abraços

      Excluir
  5. Fran, tava aqui cheia das dúvidas: Ao Nang ou Railay?!? OMG!!!! E então, vim parar no seu post! Ufa, alívio!!! Obrigada, agora já sei onde vou ficar. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dayana,
      Que bom! Com certeza Railay.
      Nem comparação com Ao Nang.

      Beijos

      Excluir
  6. Francine que lindo! Parabéns!!! Estou indo em novembro para Tailândia e pesquisei muitos blogs de viagem mas o seu é, sem dúvida, o que mais gostei.
    Iremos fazer Phuket-PhiPhi-Railay-Phuket, mas estou com dificuldade em achar ferry direto de Railay para Phuket, você conhece outro site sem ser esse:https://www.phuketferry.com Outra dúvida é com relação a hotel em Railay. Achei um hotel chamado Avatar Railay e parece bom, vc conhece? Gostei muito dos comentários. Mas gostei muito do Sand Sea também. Obrigada!

    ResponderExcluir
  7. Oi Fracine. Sou a mesma que escrevi esse ultimo comentário. Entro como anonima mas porque não sei como entrar de outro jeito...rsrs Me chamo Márcia e estarei viajando com meu marido e filho também. Aguado seu retorno. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Márcia,
      Eu tinha respondido, não sei o que aconteceu. Vamos lá de novo...
      Eu não ficaria no Avatar. Ele parece ser muito bom, mas fica no lado que a praia é feia. Parece um mangue, com muitos barcos atracados. Todos aquele visual maravilhoso é no outro lado na península, no lado west. Acho que vale o investimento ficar por lá.
      Sobre o ferry, como não fomos para Phuket, não cuidei esses detalhes, mas talvez eu tenha fotos do painel de horários do ferry. Me escreva por email, que se encontrar eu te mando as fotos.
      De Phi Phi para Railay tem um horário por dia de ferry. Se não me engano era na parte da parte. E porque você não voltam por Krabi? Fazem Phuket-PhiPhi-Railay-Krabi?
      Espero ter ajudado! Na realidade, essa parte dos trajetos parece bem complicada de organizar daqui no Brasil, mas chegando lá, a oferta é enorme. São várias agências vendendo e os próprios hoteis vendem também.

      Beijão

      Excluir
  8. Oh Francine, muito obrigada pelo retorno!
    Vou seguir sua orientação e ficar no lado oeste, obrigada. Quanto a Krabi, minha base vai ser Phuket, vou chegar de BKB por lá e vou sair de lá para Bali. As passagens já estão compradas. É por isso.
    Minha grande preocupação é que vou de Phuket pra Phi phi, passo 3 dias e de Phi Phi pra Railay e passo mais tres dias e não queria ter que passar por phi phi na volta, entende? Soube que tem ferry direto de Railay pra Phuket mas não sei se posso confiar e se é todo dia que tem. Obrigada. Bj Não sei seu email...:(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendi Márcia,
      Eu procurei a foto mas não encontrei. Na pior das hipóteses vc terá que ir até Krabi para voltar a Phuket. Acho que seria melhor do que ir para Phi Phi.
      Boa sorte!!!! depois me conte como foi a viagem!
      Abraços,

      Excluir
  9. Obrigada Francine!
    Você acha que eu preciso comprar as passagens com antecedência, pelo site ainda aqui no Brasil? Ou compro lá mesmo? Vou no inicio de novembro. Abraço e obrigada!

    ResponderExcluir
  10. Os tickets para o ferry? Pode comprar tranquilamente lá.
    Daqui essa parte de logistica parece complicada, mas estando lá, é tudo mais fácil e ainda é possível negociar.
    Nós compramos tudo lá!!!
    Boa viagem e depois venha nos contar como foi! Adoro viajar com os leitores!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou contar sim! Obrigada mais uma vez! E parabéns pelo seu blog!

      Excluir
  11. Olá de novo, estou lendo este post e como irei fazer a mesma coisa que voce de railay para ko phi phi queria saber o que voce acha, uma vez que só existe um barco direto para la de railay as 9.45, fazer railay-krabi e krabi-phi phi. Para ficar mais tempo em railay beach pelo menos até às 13h acha que isso é possivel?

    obrigada, beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Eu acho que não vale a pena o deslocamento, sendo que vc vai perder bastante tempo com isso.
      Deixa para aproveitar esse tempo em Phi Phi.
      Beijos

      Excluir
  12. Olá, eu primeiramente gostaria de dizer que as informações desse post foram muito úteis para mim está de parabéns. Agora estou curioso para me aventurar pela Ásia e de preferência começar pela Tailândia, gostaria de saber sobre o transfer do hotel de Krabi para Railay, vocês entraram em contato pelo e-mail do hotel ou eles mesmos retornaram oferencendo o transfer? Adorei a dica é do hotel e quero mais informações sobre esse contato com hotel sobre transfer e se é feito em inglês / espanhol :) desde já obrigado! Guilherme Tannús

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Guilherme,
      Após eu ter feito a reserva do hotel, o próprio hotel entrou em contato oferecendo o translado. Deve ser rotineiro na programação deles. E todo o contato foi feito em inglês.

      Excluir

Booking.com
Viagens que Sonhamos © 2016 - Todos os direitos reservados.