1 2 3 4 5 6

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Munique | Porque eu não gostei da cidade e o que vale a pena visitar

Talvez eu tenha viajado com uma expectativa muito alta ou talvez eu não tenha tido sorte mesmo. Separei as duas grandes cidades da Alemanha, Berlin e Munique para começar e terminar o nosso roteiro pela Alemanha - leia "Alemanha, roteiro de 13 dias conhecendo 28 cidades" para conhecer o nosso roteiro -, e no meio do roteiro distribui as cidadezinhas pequenas e rotas que queríamos fazer de carro.
Amei Berlin, amei o percurso que fizemos de carro, como a Rota Romântica, Nuremberg, Rota dos Alpes e tantas outras cidades fofas, e achei que terminaria o roteiro, com chave de ouro em Munique, talvez bebendo uma cerveja na Cervejaria Hofbrauhaus. Mas não foi com esse entusiasmo todo que deixamos a Alemanha. Eu não gostei de Munique. Mas antes de eu ser massacrada pelos fãs da Oktoberfest, deixa eu explicar os motivos que me fizeram não gostar da cidade:

*Achei a cidade suja e fedorenta, para ser educada e não dizer, cheirando a xixi. Fiquei imaginando o centro da cidade em época de Oktoberfest. Deus me livre! Sinceramente não faz o meu perfil.
*A cidade estava lotada, e isso que estivemos em Munique durante a semana, sem nenhuma data em especial. Era tanta gente no centro da cidade, que fiquei com medo de perder o Dodô. Era ele querendo correr atrás dos pombos na Marienplatz e eu correndo atrás dele.
*Achar uma mesa livre em restaurante, bar ou café, era como acertar na loteria. Fora que quando encontrei uma mesinha em um café, fiz o pedido no balcão para agilizar, já que o garçom não aparecia e fui expulsa da mesa quando ele apareceu. Pois pedidos feitos no balcão, não podem ocupar mesa. Oi? E quem disse que eu não iria consumir mais nada? Com a "gentileza e bom humor alemão"-#SQN, eles perderam os clientes.
*A famosa cervejaria Hofbrauhaus. Pensando bem, não sei porque eu tinha tanta expectativa em terminar a viagem almoçando na famosa cervejaria, já que eu não gosto de cerveja mesmo. E como eu deveria ter imaginado antes, o local é lotado, tipicamente turístico, cardápio super faturado, com cheiro de cerveja e linguiça em todos os cantos e tão barulhento que é impossível conversar com a pessoa do lado. Nem as árvores do Biergarten, conseguem manter a fama do local. Quer um conselho? Entre, tire uma foto, olhe como funciona, e procure um bar com um Biergarten com muito mais charme para oferecer.
O único lugar tranquilo na Hofbrauhaus é o último pavimento,
que é reservado para grupos ou festas
*E para piorar tudo um pouquinho, choveu, o que torna a experiência sempre um pouco pior. Muito melhor, passear com o dia lindo, não é mesmo?
Ou talvez não tenha gostado, em função das cidades lindas e fofas que passamos antes. Impossível não se apaixonar por Rothenburg ob der Tauber - leia "Rothenburg ob der Tauber, a cidade mais bonita da Rota Romântica"- , por Nuremberg - leia "Nuremberg: o que fazer, onde ficar, o que comer e outras dicas" - Bamberg, Würzburg, entre tantas outras.
Mas claro, que tem passeios imperdíveis e locais que adoramos. A atração que mais curtimos foi o Nymphenburg Schloss. Os jardins são incríveis para passear em um dia de sol, além de ser uma bela obra de arquitetura. O castelo foi uma antiga residência de verão da dinastia Wittelsbach, e foi presente do príncipe Ferdinand para a sua esposa, para comemorar o nascimento do filho do casal. ë considerado um dos castelos monárquicos mais importantes da Europa.
Outra linda obra é o Allianz Arena, casa do time de futebol FC Bayern. Infelizmente só passamos por ele, e não paramos por chovia muito. Um dos estádios de futebol mais bonitos do mundo.
Mesmo não tendo gostado, ir para Munique e não conhecer a Marienplatz é inaceitável. É a praça mais antiga e considerada o coração da cidade de Munique, sendo palco para grandes eventos e encontro de pessoas.  O grande destaque é a prefeitura com sua fachada neogótica e os sinos das suas torres. 
Para os fãs de museus, o Deustches Museum, museu de tecnologia de Munique é muito bacana. Reserve pelo menos umas 3 horas para apreciar as obra com tranquilidade.
Um lugar que infelizmente ficou de fora do nosso roteiro, por causa da chuva foi o Englisher Garten. Um verdadeiro pulmão verde dentro de Munique, lugar bacana para passear, descansar, beber nos Bier Garten ou praticar esportes.  O surfe no rio do Englisher Garten, é famoso por ser o maior local de surfe estático do mundo. 
Onde se hospedar:
Como eu já contei no post "Onde se hospedar para visitar Munique | Ampervilla Hotel" nós adoramos o hotel que escolhemos.  Hotel com preço excelente por tudo que oferece, com muito conforto e atendimento excepcional. Como estávamos de carro, foi muito prático ficar hospedado em um hotel afastado do centro. Para reservar o Hotel Ampervilla, clique aqui.
Nosso quarto no Ampervilla Hotel
E você conhece Munique? O que achou da cidade?
Outros posts sobre a Alemanha:
*Rota Romântica na Alemanha: roteiro de 5 dias com dicas de hospedagens e passeios
*Rothenburg ob der Tauber, a cidade mais bonita da Rota Romântica
*Bamberg, roteiro de passeio a pé para conhecer a cidade
*Dresden, roteiro para conhecer a cidade em um dia
*Playmobil Fun Park, parque temático na Alemanha
*Berlim com criança: quando ir, onde ficar, como chegar e como se deslocar entre as atrações
*Nuremberg: o que fazer, onde ficar, o que comer e outras dicas
Para ler todos os posts sobre a Alemanha, clique aqui. Para acompanhar nossas fotos no Instagram, nos siga no @Fran_agnoletto ou na hashtag #ViagensqueSonhamosnaAlemanha
Procurando hotel em Munique?
Use o banner localizado na lateral direita dessa página, ou esse link aqui. Reservando seu hotel através da nossa página você não paga nada a mais por isso, tem a garantia de menor preço do Booking.com e ainda fornece uma pequena comissão para o blog.
Procurando carro para alugar na Alemanha?
Use o banner localizado na lateral direita dessa página, ou esse link aqui. Reservando seu carro através da nossa página e Rentcars, você não paga nada a mais por isso, e ainda fornece uma pequena comissão para o blog. Nós já experimentamos o serviço e aprovamos.

14 comentários:

  1. Que pena que não gostou da cidade!! Tem outras cidades que gosto mais na Alemanha, mas muitas outras que gosto menos do que Munique rs. Na época do Natal, a cidade fica linda e adorei o mercado de Natal na Marienplatz, mas tb estive lá no verão em plena Copa de 2006 e não vi essa lotação toda não... Amei o Nymphenburg e o Residenz tb!!! E claro, os castelos em Füssen. O Lindenhof e o Herrenchiemsee ficaram de fora, preciso voltar, mas são ótimas opções de bate-volta na cidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fer, mas os castelos de Füssen e o Linderhof não ficam em Munique, né? Esses eu amei. E já escrevi sobre eles.
      O que eu nõa gostei foi do vucu vucu de Munique, de cidade grande. Me larga num vilarejo pequeno da Alemanha que eu fico kkkkkkk

      Excluir
  2. Adorei o post Francine. Passaremos por Munich em Outubro mas serão apenas 2 dias. Seguirei suas dicas. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana Paula,
      Espero que vocês aproveitem muito a cidade!!
      Beijos

      Excluir
  3. Eh uma pena que não tenha gostado, tudo isso depende das expectativas e de termos sorte ou não. Eu não vi toda essa lotação mas é verdade que quem prefere cidades pequenas não é ali que vai encontrar a felicidade. Também não senti esses cheiros estranhos e mesmo não gostando de cerveja adorei a animação da Hofbrauhaus. Eh turistica também, mas ali encontramos muitos alemães, e justamente gosto de poder compartilhar a mesa e poder conversar, geralmente acho os alemães bem abertos nesses ambientes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Milena,
      Acho que minha expectativa era alta, choveu o que atrapalhou um pouco e ainda a nossa experiência nas cidades anteriores contribuiu para não gostarmos.
      Vou ter que voltar, para tentar ver o outro lado da cidade!
      Beijos

      Excluir
  4. Francine, gostei do seu ponto de vista! Mas eu tive um impressão bem diferente de Munique... Gostei da cidade, apesar de também preferir cidadezinhas... Ficamos perto da Altstadt e passeávamos a pé por lá! Tb não ficamos na muvuca da Hofbrauhaus (entrei, vi e saí!!! kkk). Nós gostamos de cerveja, sim! Mas preferimos os biergartens da Augustiner e do Englischer Garten (tinham até parquinho pra criança!!)... Tb adoramos o Viktualenmarkt, onde nos sentamos juntos a uns alemães muito simpáticos que fizeram muito esforço para se comunicarem conosco!! Outro lugar que foi o favorito do Léo: museu da BMW. Enfim, Munique passa longe de perfeita, mas eu achei a cidade tão "real life" que acabei gostando! (dá uma olhadinha no meu post de Munique...)bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Liliane, que bom ver o seu ponto de vista!!!
      Espero um dia voltar, com muito sol, para aproveitar o Englisher Garten.

      Beijooo

      Excluir
  5. muito elegante sua maneira de falar de Munique. Eu fui em outubro e adorei a cidade,embora tenha vivido algumas situações como as que vc descreveu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Lilian,
      Terei que voltar para aprender a gostar da cidade!

      bijos, Fran

      Excluir
  6. Fiquei sem ânimo de ir para Munique depois do que li aqui. Conheço a Europa Latina, quero conhecer outra parte cultural deste continente e pensei na cidade de Munique. Pensei também em países como Suíça, Áustria e Hungria, mas sempre parece que não vai ser tão bom quanto minhas idas à Itália, França, Portugal e Espanha. Não está fácil fechar um novo roteiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Sou da opinião que cada um deve vivenciar para chegar a suas próprias conclusões. Está cheio de gente que amam Munique, mas eu não curti.

      Excluir
  7. Francine, dá pra se virar bem sem falar nada de alemão, só com Inglês?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Geraldo,

      Em Munique é muito tranquilo se virar somente com inglês. Tivemos dificuldade apenas nas cidades bem pequenas, mas mesmo apelando para mímica, no final nos entendíamos.
      Abraços,

      Excluir

Booking.com
Viagens que Sonhamos © 2016 - Todos os direitos reservados.