05 março 2018

9 atrações para conhecer na Garden Route, na África do Sul

A famosa Rota Jardim ou Garden Route é um dos roteiros mais conhecidos, e desejados, na África do Sul. Não é por menos. O roteiro entre Storms River e Mossel Bay, é repleto de atrativos naturais, variadas opções de hospedagem, e com custo atrativo para nós brasileiros.
Para percorrer o trajeto, a melhor maneira é carro alugado, principalmente estando com criança, como era o nosso caso.  Para quem não quer se arriscar a dirigir na mão inglesa uma outra opção é o BazBus, que possui um roteiro bem completo entre Cape Town e Port Elizabeth.
Como é dirigir na mão inglesa e quanto custa alugar carro na África do Sul
Entre atrações consagradas e paisagens estonteantes, a região atrai visitantes de todo o mundo, em busca da África do Sul de clima oceânico. A região está localizada entre o Oceano Índico e as montanhas Outeniqua, o que garante o clima ameno. Durante os lugares que passamos, a maior concentração de turistas sempre era de alemães. A Garden Route deve ser muito popular na Alemanha. Não é por menos. A região é lindíssima e uma combinação perfeita para visitar com Cape Town. Nós fizemos um roteiro incrível na região, e nesse post eu conto o que você não pode deixar de conhecer na Rota Jardim.

África do Sul, roteiro de duas semanas, com dicas de deslocamentos, passeios e hospedagem

O charme de Storms River

Muitas pessoas passam reto pela entrada de Storms River, indo direto ao Tsitsikamma National Park, que é a grande atração da região, mas perdem o charme desse vilarejo encantador. Eu imaginava uma cidadezinha fofa, mas não sabia que era tão pequena. São praticamente duas ruas, com algumas pousadas e o lindo hotel Tsitsikamma Village Inn, restaurantes e pontos de vendas de passeios.
Por estar grudadinho no parque nacional é uma área de muito verde, muitas flores, mas o que rouba a cena, é a arquitetura colonial sul africana. Parece até cenário de filme.
Nós ficamos hospedados no Tsitsikamma Village Inn, e recomendamos fortemente, pois nos sentimos inseridos nesse cenário. Já contei todos os detalhes da nossa hospedagem nesse post. Para quem está procurando hospedagem tive ótima referências também  do The Village Lodge, que foi a hospedagem escolhida pela família do blog Trilhas e Cantos.

Tsitsikamma National Park

O parque nacional sul africano localizado na Garden Route, é bem diferente do Addo National Park, outro parque que visitamos durante o nosso roteiro pelo país. No Tsitsikamma, o grande atrativo são as paisagens diferenciadas, o encontro com o mar e o rio, os paredões e a vegetação intensa. Não é por acaso que a ponte suspensa existente no parque é uma das imagens mais fotografadas na Garden Route.
Para que a gente tivesse a oportunidade de ver as belezas naturais do parque de duas formas diferentes, escolhemos fazer um passeio de caiaque entre os paredões do parque, passando por baixo da ponte suspensa. Posso falar? Foi a decisão mais acertada da vida! Simplesmente amamos o passeio que fizemos com a Untouched Adventure.
O passeio inicia no mar, onde fica a sede da empresa e segue para o rio, onde a visão dos paredões é sensacional. depois de remar rio a dentro, há uma parada para banho de rio e brincadeiras com uma bóia que eles chamam de 'lilo". O passeio tem duração aproximada de 2 horas e deve ser reservado com antecedência.
Depois do passeio, fomos fazer a trilha da ponte suspensa, para finalmente "pisar com os próprios pés"na ponte. A trilha é relativamente fácil, mas possui bastante degraus. A vista é igualmente linda, mas diferente da visão que tivemos no passeio de caiaque.
Além da trilha da ponte suspensa, o parque oferece outras trilhas, mas nós optamos em não fazer, pois só tínhamos um dia para conhecer o parque e o nosso preparo físico para esse tipo de atividade não é dos melhores.

O maior bungee jump do mundo

Atração para os corajosos de plantão. O que não é o nosso caso, mas foi impossível resistir a dar uma espiadinha no local. Para quem está percorrendo a N2, rodovia que cruza as principais cidades da Garden Route, a entrada para o bungee jump fica à direita, no sentido Port Elizabeth - Cape Town, logo após o Tsitsikamma National Park. Se você passar a ponte, é preciso voltar, pois já terá passado pelo acesso.
O local é bem movimentado, tem venda de artesanato local, pousada, e área bem ampla de estacionamento, mas a grande atração é sem dúvida assistir ou pular do mais alto bungee jump do mundo, com 216m de altura.

Birds of Eden & Monkeyland

Dois santuários de animais, localizados um frente ao outro, próximo à Plettenberg Bay.
Primeiro fomos no Monkey Land, que é um parque todo fechado em meio a uma ampla floresta,  para evitar que os macacos fujam do local. Todo o passeio é feito com um guia em um pequeno grupo, que vai contando as curiosidades entre as espécies e modo de vida dos animais. A caminhada pela floresta tem duração aproximada de uma hora.
É uma experiência bastante diferente e uma ótima oportunidade para estar pertinho dos animais, conhecendo as várias espécies ali preservadas e seu estilo de vida.
Depois do Monkey Land, fomos a pé para o Birds of Eden. O Birds of Eden como o nome já diz, é um santuário de aves. Esse parque é no mesmo estilo do Monkey Land, onde tem uma rede enorme fechando todo o parque para evitar que os pássaros fujam. A visitação desse parque é feita sem a presença de guia e você pode acompanhar as espécies no guia impresso com todas as aves existentes no santuário.
O parque foi planejado com ecosistemas diferentes para recriar as várias regiões do mundo. Você vai caminhando no percurso todo pavimentado e vai observando as aves, todas soltas.  Tem vários bancos para sentar e ficar observando as aves. Já tinha visto parques desse modelo, mas nunca tínhamos visitado um tão grande e bonito.
Se você tiver tempo, não deixe de provar as delícias do restaurante do Birds of Eden. Comemos sanduíches com batatas doce que eram uma delícia. Ah, e eles oferecem também cardápio infantil.

Jukani

Outro santuário que visitamos em Plettenberg, o Jukani é um centro de reabilitação de felinos. Depois de termos visto leões e outros animais soltos na natureza, durante os safáris que fizemos no país, ver os animais enjaulados nos deixou profundamente tristes, mesmo sabendo que são animais que sofreram grandes traumas e não sobreviveriam soltos novamente na natureza.
O Jukani abriga  felinos de todo o mundo e o percurso é todo guiado, onde o responsável pelo grupo explica com uma enorme riqueza de detalhes todas as informações e curiosidades sobre as espécies. O parque recebe felinos rejeitados, doentes, sobreviventes de caça ou abandonados de todas as partes do mundo, e ali eles são cuidados e tratados. Foi uma visita muito interresante, um passeio de 1 hora onde aprendemos muito.

Ver baleias em alto mar

Sabe aquele passeio que você sonha? Ver as baleias jubartes, baleias-minke, baleia-de-bryde é uma das grandes atrações da Garden Route, em Plettenberg Bay. São várias empresas que oferecem o passeio. Nós escolhemos a Ocean Blue Adventure, que tinham ótimas recomendações.
O passeio começou super animado. Primeiro os guias dão as explicações do passeio, e depois vamos caminhando até a beira da praia. Chegando na praia,  o barco está completamente fora da água, em cima de um reboque. É um barco grande com potentes motores. Nunca tinha visto nada parecido. O embarque é feito com o barco na areia.
Após todos entrarem no barco, um trator acelera levando o barco a toda velocidade para dentro do mar. Quando o barco começa a flutuar os motores já estão a toda potência fazendo o barco vencer a arrebentação. A adrenalina vai nas alturas.
Após uns 10 minutos de navegação começamos a ver as baleias, elas ficam perto de uma península onde encontram comida. Ficamos observando a subida das baleias quando fazem sua respiração. Infelizmente não teve saltos, nem show com suas nadadeiras enormes, mas compensamos com a visualização de uma baleira a uns 2 metros do barco.
O mar estava bastante agitado, e algumas pessoas começaram a passar mal, inclusive eu. Depois do show das baleias, o barco iniciou o retorno costeando a península para fazer a visualização das focas e dos elefantes marinhos. Tinham muitas focas e alguns elefantes.
O passeio é muito bonito, mas infelizmente eu passei muito mal e não consegui curtir o quanto gostaria. Se você costuma enjoar em barco, não esqueça de tomar  medicação contra enjoos. São aproximadamente 2 horas de passeio e não esqueça de reservar o passeio com antecedência.

Knysna Heads

Knysna foi uma grande surpresa durante a Garden Route. A grande atração a ser visitada são as Knysna Heads, formações rochosas que limitam a entrada do Oceano Índico à lagoa que banha a região central da cidade.
Nós colocamos no Google Maps, Knysna Heads, e ele nos levou até a região mais alta da cidade, onde a vista é encantadora. É possível ver claramente onde o mar e a lagoa se unem, em um cenário lindo.
Em Knysna outro local que vale a pena conhecer é o Waterfront. Uma espécie de shopping a céu aberto, com vários lojas, restaurantes, quiosques e venda de artesanato local. É do Waterfront que costumam sair a maioria dos passeios de barco na região. Eu gostaria muito de ter feito um passeio para ver o por do sol com a Ocean Odyssey, que é super recomendado. Mas nosso roteiro estava muito corrido e tínhamos muita estrada a percorrer naquele dia. Ficou para uma próxima vez.

Mergulhar com tubarões 

Mergulhar com tubarões brancos é outro passeio dito imperdível na região. Nós tínhamos muita vontade de fazer, mas depois de ter passado muito mal no passeio de barco para ver baleias, desistimos do passeio.
O passeio acontece em Mossel Bay e várias empresas oferecem passeios variados para ver os animais. Eu havia feito a reserva com a White Share Africa, que  apresentava ótimas recomendações nesse passeio.

As piscinas naturais de Mossel Bay

Mossel Bay nos apresentou um forma de curtir o mar que só tínhamos visto na Austrália: piscinas na beira da praia, com água proveniente do mar. Visitamos a cidade em um sábado e o local estava lotado.
Em Mossey Bay finalmente tivemos a experiência de um típico churrasco sul africano, chamado de breai. Almoçamos na beira do mar, no restaurante Kaai 4. O local é super simples, literalmente pé na areia e o churrasco é delicioso e barato.
Além das lindas praias e do churrasco africano, Mossel Bay oferece vários outros atrativos turísticos, como o farol e as cavernas de Cape St Blaize. É super fácil chegar lá, com GPS.
Mossel Bay pareceu ser uma das maiores cidades do roteiro, e embora ofereça muitos atrativos diferentes, como museus, praias variadas e atividades, não pareceu ser muito o tipo de cidade que nos atrai. Preferimos cidades pequenas, com jeitinho de interior e personalidade própria.

Dicas para aproveitar melhor, a Garden Route |

* Como já contei lá no início do texto, a maneira mais prática de percorrer o trajeto é com carro alugado. É super fácil estacionar nas cidades e tranquilo dirigir por lá.
* Não tem muitos postos de gasolina pela N2, a rodovia que corta a região. Lembre-se de abastecer antes de deixar as cidades.
* Outra vantagem da região são os preços baixos, se comparados aos preços praticados aqui no Brasil, ou mesmo em relação à Cape Town. Restaurantes, lanchonetes e mesmo mercados, praticam preços bem atrativos nos alimentos. Dificilmente uma refeição em um restaurante bacana, com vinho, para 3 pessoas, custava mais do que R$ 80-100,00.
* Se tiver mais tempo, pense em conhecer também Hermanus.
* Escolhemos as cidades de Storms River e Plettenberg para ficar hospedados. Em Storms River ficamos hospedados no lindo Tsitsikamma Village Inn e em Plettenberg no maravilhoso Hunter's Country House.
* Quanto tempo ficar na Garden Route? Vai depender de quanto tempo você tem disponível para isso. Nós passamos quatro dias na região, e acho que poderia ter sido mais.
* Se após conhecer a região da Garden Route, você deseja seguir viagem até Cape Town, sugiro pernoitar e conhecer a charmosa cidade de Swellendam, que fica praticamente no meio do trajeto. 

Para ver mais fotos e dicas, nos acompanhe no Instagram no perfil @Fran_Agnoletto e na #ViagensqueSonhamosNaAfrica
Outros posts sobre a África do Sul:
Reserve sua viagem__________________________________
🏨  Reserve  HOTEL no BOOKING.COM, pagando em moeda local, com garantia de menor preço e cancelamento gratuito.
📍Compre INGRESSOS, PASSEIOS e atividades com a TOURON, com garantia de menor preço e parcelamento em até 6 vezes no cartão ou boleto bancário. Evite filas e ganhe tempo.
💪Compre SEGURO VIAGEM com a SEGUROS PROMO. Utilizando o código VIAGENSQUES5, você recebe 5% de desconto adicional e ainda pode parcelar em até 12 vezes no cartão de crédito ou com 5% de desconto adicional no pagamento com boleto bancário. Lembre-se que o seguro viagem é OBRIGATÓRIO NA EUROPA, mas recomendado em todos os países do mundo. Conheça todos os detalhes importante na hora de contratar um seguro viagem e também as vantagens do plano Multi Trip para quem faz mais de uma viagem internacional por ano.
🚘  Alugue  CARRO com a RENTCARS, que possui os melhores preços entre várias locadoras do Brasil e do mundo. Pague em até 12 vezes no cartão de crédito ou com 5% de desconto no boleto bancário.
📱 Compre CHIP DE CELULAR para utilizar nos Estados Unidos e em outros 140 países, com a EASYSIM4U. Receba o chip na sua casa e instale assim que chegar no destino, sem burocracias ou perda de tempo. Utilizando o código VIAGENSQUESONHAMOS o frete é gratuito. Veja os detalhes da nossa experiência com o chip nos Estados Unidos e também durante um cruzeiro pelo Caribe.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Pesquise aqui qualquer conteúdo do Viagem que Sonhamos, tecle enter